• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Satanás não é o palhaço das trevas. ( Se Satanás assumisse a liderança de sua igreja você perceberia? )





    Se o diabo assumisse a liderança de uma igreja, como seria? Você notaria?  Diáconos fumando maconha enquanto assistem aos alunos da EBD brincar em um tabuleiro Ouija? Dançarinas de pole dance no momento do louvor? Eu duvido. O diabo se disfarça como um anjo de luz, não como um palhaço das trevas. (todas essas palhaçadas são logo vistas coo absurdas e tem poucos das heresias que são sutis e destruidoras )


    Não, se o demônio invadisse e tomasse a liderança de uma igreja, manteria as coisas respeitáveis todos os domingos, com rostos sorridentes, moralismo como se fosse santificação, fidelidade institucional, envolvimento na nas causas sociais... simplesmente uma comunidade próspera e feliz de pessoas que ouvem do Púlpito todos os domingos uma mensagem grávida de lei, mas estéril do Evangelho.


    O diabo não tem medo da lei. Ou moralidade. Ou moralismo. Se ele puder fazer que os homens acreditem que podem ser salvos pela lei, pelo Sermão da Montanha... ele fica super satisfeito. As pessoas mais morais, religiosas e espiritualmente graves em Jerusalém participaram da organização do assassinato do Messias, afinal. Junto, é claro, com gentios imorais... O diabo tem medo do Evangelho. E verdade seja dita, a maioria dos evangélicos também tem medo do Evangelho e da Graça Soberana. O Diabo odeia o que Cristo fez... a Graça soberana... as Doutrinas da Graça... Os homens que acreditam que seus atos de justiça não são trapos imundos e que podem de alguma maneira cooperar com Cristo em sua salvação, deixam satanás satisfeito, e na igreja que ele assumisse a liderança isso seria incentivado e pregado. Cristo como uma catalisador social para boas obras e não Cristo crucificado – expiação, propiciação... estaria no topo da agenda da igreja que satanás assumisse a liderança. Cristo como um professor... Cristo como um inspirador do melhor no ser humano... Cristo como um exemplo que pode ser seguido pela sociedade... A igreja que ele assumisse pregaria isso. Mas Cristo, e Cristo crucificado apenas... Jamais!


    A Cruz como um símbolo de amor, como a cultura o define... a cruz sem seu escândalo, Satanás incentivaria na igreja que ele assumisse a liderança. Uma cruz vazio do seu escândalo. E um “Evangelho” assim, a maioria dos cristãos hoje abraçaria e abraça também. Jamais suspeitariam quem tinha assumido a liderança da igreja.


    Paulo na carta aos Gálatas diz que eles esvaziaram a cruz. Todo o propósito do partido da circuncisão,  era sair de debaixo do escândalo da cruz. O homem natural pode entender o legalismo, pode entender o evangelho social, pode entender o liberalismo e mundanismo... Tudo, por exemplo, que aqueles líderes “respeitáveis” da igreja dos gálatas queriam era uma cruz vazia.  Tentar sair de debaixo do que a cruz realmente ensina, que é profundamente ofensivo ao ser humano. Como é todas as Doutrinas da Graça. Tudo que aqueles “líderes cristãos respeitáveis” queriam era  uma maneira de tentar abolir o escândalo da cruz.


    Você percebe, aliás, que Paulo não diz que o partido da circuncisão estava tentando abolir a cruz. Eles queriam o símbolo. Eles queriam a cruz como outra coisa. Eles disseram: "Sim, Jesus morreu por você", mas eles aboliram o escândalo da cruz. Eles estavam tentando silenciar, ou tentando esconder, sua mensagem principal. "A principal mensagem da cruz é profundamente ofensiva", diz Paulo.  Uma igreja que Satanás assumisse a liderança iria nessa direção.


    Agora, por quê?

    Por que essa mensagem é tão ofensiva? Me deixe delinear isso aqui. Em 1 Coríntios 1, Paulo diz que os judeus se sentiram ofendidos com a cruz, porque eles queriam poder, e os gregos ficaram ofendidos com a cruz, porque eles queriam sabedoria. Mas ele diz que para os que foram chamados... tanto judeus como gregos, a cruz é o poder e a sabedoria de Deus.


    Agora, isso é interessante. O que Paulo está dizendo aqui é que todas as pessoas são ofendidas de alguma forma pela verdade da cruz.


    Se você olhar para as duas maneiras que as pessoas se sentiram ofendidas no tempo de Paulo, você verá os mesmos tipos de pessoas hoje.


    Primeiro de tudo, ainda existem as pessoas que se ofendem com a cruz, porque o que eles realmente pensam que o mundo precisa é de sabedoria. Satanás incentivaria isso na igreja que ele assumisse a direção ( e não é o que a maior parte das igrejas fazem? ). Ele pregaria isso o tempo todo. A sabedoria é o que os homens e a sociedade precisam


    O homem natural acredita que o que o mundo precisa é de sabedoria. Em quem acredita nisso, há uma hostilidade visceral, não a Jesus, mas a Jesus Cristo crucificado. Ao Evangelho... ao que Ele fez.


    Por exemplo, Alfred Jules Ayer, (29 de Outubro de 1910 - 27 de Junho de 1989) foi um educador e filósofo britânico, proponente do positivismo lógico - Foi professor na Universidade de Londres entre 1946 e 1959, onde teve a cátedra de Filosofia da Mente e Lógica.) Um dos principais filósofos britânicos no século XX – O que ele disse sobre a doutrina da expiação e propiciação (sacrifício que aplaca a Ira de Deus sobre o homem) na cruz? Alfred Jules Ayer disse que as doutrinas do Depravação Total, as doutrinas do pecado, da expiação e propiciação são intelectualmente desprezíveis e moralmente ultrajantes. Vamos ver depois que ele amava Cristo como um professor e mestre para o bem viver social, para o desenvolvimento de uma sociedade fraterna.


    O grande filósofo e pensador Bertrand Russell, ( Bertrand Arthur William Russell, 3º Conde Russell -18 de Maio de 1872 - 2 de Fevereiro de 1970) - foi um dos mais influentes matemáticos, filósofos e lógicos que viveram no século XX. Ativista e um popularizador da filosofia, Russell foi respeitado por inúmeras pessoas como uma espécie de profeta da vida racional e da criatividade. Até à sua morte, a sua voz deteve sempre autoridade moral, uma vez que ele foi um crítico influente das armas nucleares e da guerra americana no Vietnã... Ele era um defensor da paz e direitos humanos. Ele Recebeu o Nobel de Literatura de 1950  - em reconhecimento aos seus variados e significativos escritos, nos quais ele lutou por ideais humanitários e sociais e pela liberdade do pensamento".

    Mas sobre as Doutrinas da Depravação Total, Doutrina do Pecado, da Expiação, Propiciação... Bertrand Russell disse que ninguém que é verdadeiramente humano poderia acreditar em um Deus que iria punir o pecado assim na cruz  Mas vamos ver que Bertrand Russell admirava Cristo como um grande mestre e pensador... como um inspirador do amor, da paz social, das boas obras... Bertrand Russell achava Cristo interessante e positivo para a sociedade, mas não Cristo e este crucificado. Satanás incentivaria essa visão de Cristo na igreja que ele assumisse a liderança. Levaria toda a congregação a se empolgarem com isso.

    Vê esses grandes pensadores – como os gregos que Paulo menciona? Eles estão ofendidos. Eles estão ameaçados. Eles gostam de Cristo como catalisador social, mas são viscerais no seu repúdio a Cristo crucificado.

    Eles são viscerais. Eles não dizem apenas: “Você está errado!” Não! Eles dizem: “Isso é intelectualmente desprezível, moralmente ultrajante... se você crê nisso, você não é verdadeiramente humano... isso é desprezível para ser dito sobre a natureza humana...”


    Imagine sentar para  uma conversa inicial com o grande, bom cidadão, com grande visão do social Dr. Ayer. Você diz: "Bem, Dr. Ayer, o que você acha sobre a cruz no seu significado bíblico – expiação e propiciação? " Ele diz: "Bem, eu acho que alguém que crê na doutrina da cruz assim é intelectualmente desprezível e moralmente inútil para a sociedade e desenvolvimento humano.” O que você acha? Isso não é uma boa forma de iniciar uma conversa, não é?


    Bertrand Russell diz: "Sim, aqui está o que eu penso sobre as pessoas que acreditam na cruz nos termos da doutrina do pecado como formulada na Bíblia, expiação, propiciação... Eu acredito que você não é realmente um ser humano, se você acreditar nela assim.” O que você acha?


    Veja, esses grandes caras não estão apenas dizendo: "Bem, eu acho que você está errado. Vamos falar sobre isso.” Não! Eles estão ofendido. São viscerais. Eles odeiam a ideia.

    Agora, eles não odeiam a ideia de Jesus.  Oh, não.  A ideia de Jesus como um homem sábio, a ideia de Jesus como um mestre sábio... eles gostavam disso. Satanás e a igreja que ele assumisse a liderança amariam pregar o Cristo que esses homens gostam.

    Mas assim que você falar sobre Cristo morrer na cruz, que o que Ele fez é o Evangelho e não o que o homem fez ou pode fazer, sobre a ira que necessita de expiação, como não há ninguém que faça o bem...  Eles gritam que isso é intelectualmente desprezível.


    Aqui está a razão. O homem natural acha que o problema real do mundo e da sociedade é a falta de sabedoria.


    Nós não temos a filosofia política correta.
    Não temos a filosofia educacional correta


    A questão não é a maldade humana. Não. O que realmente precisamos é sabedoria. Eles dirão. E um Jesus não crucificado que seja um catalisador para isso será aceito e amado. Uma cruz como um símbolo inspirador para a bondade humana e não Cristo e este crucificado para livrar o homem da ira de Deus, será aceita. E se Satanás assumisse a liderança de uma igreja pregaria isso com todas as suas forças a cruz assim, vazia de significado.


    O homem natural adora a ideia de Jesus como um professor. Ah, sim, eles sempre disseram, Olhem para Sermão da Montanha. O sermão diz: Façam as pazes, seja um pacificador, vire a outra face, perdoe os outros... Eles continuam animados. O sermão diz: Vire a outra face, perdoe todos...  então eles completam felizes: Se pudéssemos apenas seguir seus ensinamentos, que grande Mestre Jesus era, então o mundo estaria bem se seguíssemos tudo isso. Isso é o que precisamos. Precisamos de sabedoria. Ele era um grande mestre...


    Essa é a razão pela qual o homem natural odeia a cruz – Cristo e este crucificado. Esse Jesus sem a cruz Satanás pregaria no púlpito da igreja que ele assumisse. O homem natural não é ofendido por Jesus Cristo, mas por Jesus Cristo crucificado, porque o que a cruz diz? Ela diz:


    O problema não é a fata de sabedoria,  é o seu coração perverso.


    Se tudo que Jesus tivesse feito fosse dizer como devíamos viver (A Lei ), isso teria sido um elogio a nós. Os homens estariam ouvindo Jesus dizer: “Vocês veem, o problema é que vocês são basicamente pessoas boas, mas vocês simplesmente não sabem como viver. Eu estou aqui para dizer a vocês como viverem”.  Isso não é um insulto, e, portanto, não há nada de ofensivo nisso.

    Mas se Jesus veio apenas para morrer, o que ele está dizendo é:

    “A sabedoria não é o problema. É que vocês são maus, trevas... a natureza do homem é corrupta...” E isso é ofensivo. “Vocês são escravos e não livres... vocês tem uma natureza que ama as trevas...”


    A cruz está lá para dizer que a sabedoria não é suficiente. Que o intelecto não é suficiente. Que ser inteligente não será suficiente. Isso ofende todo mundo.

    O problema não é a falta de sabedoria.
    O problema são os nossos corações.
    O problema é o pecado.
    O problema é o egoísmo radical do coração humano.
    A cruz ofende as pessoas porque diz que elas são o problema e não podem ser parte da solução.

    Espero que ninguém me entende mal o que vou dizer agora. Sabedoria não resolve. Nós nem precisaríamos que Jesus viesse para isso. Nós tínhamos o Velho Testamento para saber o certo e o errado.


    Mas francamente, até a leitura de Confúcio, Buda... dizem basicamente a mesma coisa que os Dez Mandamentos.

    Eles dizem: "Vivam com honra . "
    Eles dizem: " Sejam honestos . "
    Eles dizem: "Honre a tua família. "
    Eles dizem: " Ame o teu próximo . "

    Todos dizem isso.  ( Isso não ofende o homem – mostra que ele é capaz se quiser e que há uma bondade nele )

    Mas o problema não é a sabedoria.

    Os gregos queriam sabedoria. Os gregos pensavam que é assim que a sabedoria vem. Que se o homem tivesse a direção certa ele poderia consertar as coisas em si e no mundo, na sociedade...

    Os intelectuais dizem:

    "Se conseguirmos fazer um plano certo...
    Se conseguirmos ter a filosofia certa,
    se conseguirmos fazer o sistema econômico certo... vamos mudar o mundo e a sociedade.”


    Isso não é o problema, diz Cruz. Se os seus corações fossem bons, todos os sistemas  funcionariam.


    Somos ofendidos  pela cruz pois ela é um insulto.


    A cruz diz que nossos corações  são tão maus e tão egoísta que nada menos  que a morte do Filho de Deus poderia nos salvar e pagar a pena e lidar com ele e nos livrar da ira.


    A própria presença do Filho de Deus na terra é uma acusação a cada um de nós.  Se fôssemos bons era só jogar um livro aqui com as instruções certas.
    Então você vê - há um grupo de pessoas educadas, os gregos da época de Paulo, que ficaram ofendidos porque eles acham que o problema é a sabedoria.


    Mas outras pessoas estavam ofendidas. Paulo diz que os judeus podem...Sinais...

    Os judeus queriam o poder.


    A pessoa comum não acha que o mundo será salvo pelas filosofias certas. Eles são até muito cínico sobre os intelectuais, mas o que acreditam é: "Algumas pessoas são boas e algumas pessoas são más. E se as pessoas boas tivessem poder... tudo seria consertado. Poderíamos nos livrar dos maus." Os Judeus pensavam assim.

    Você tem que trabalhar duro.
    Você tem que ser um bom pai.
    Ser uma boa mãe.
    Você tem que ser um bom cidadão.
    Você tem que ser um sujeito decente.
    Você tem que se envolver no social...

    Isso é o que vai nos salvar. Isso é o que vai fazer do mundo um lugar melhor.  “O verdadeiro problema é toda essa gente ruim aqui, que são egoístas, essas pessoas ruins que são imorais... violentas... ou não envolvidas nas grandes causas sociais... Esse é o problema ."


    Isso é o que a pessoa comum pensa. Paulo diz: " Portanto, a cruz é loucura para eles." Eu vou te dizer o porquê. Você sabe o que a cruz diz, se você ouvi-la?  A cruz diz que não há diferença entre o bom e o mau.


    Você está vivendo realmente de forma “boa”, a vida moral e comprometida com o social... e essa outra pessoa aqui que está na sarjeta, nas profundezas, uma pessoa que tem feito coisas terríveis... Mas quando se trata de seu relacionamento com Deus, não há nenhuma diferença. Vocês todos precisam da cruz.


    Paulo diz em Romanos 3: "... Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que creem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” - Romanos 3:22-23


    Bem ali.
    Todos nós precisamos do sangue.
    Todos estão debaixo da Ira.
    Todos nós precisamos da morte de Cristo.  Não de conselhos e sabedoria... nossa maldade os faz inúteis. Precisamos de Redenção, Expiação e Propiciação.
    Todos nós precisamos da cruz.
    Não há nenhuma diferença.

    Essa mensagem Satanás jamais pregaria na igreja que ele assumisse a liderança - a outra ele pregaria.


    Veja o que a mensagem da cruz é?


    Vamos pegar três pessoas e colocá-los no meio do Oceano Atlântico e dizer:
    "Nadem para a Inglaterra"

    Um deles não sabe nadar,
    uma delas é apenas um nadador normal, e o
    outro é um nadador medalha de ouro olímpica. (Phelps).


    Um deles provavelmente vai se afogar dentro de 50 metros, se você não lhes der um barco de resgate.

    O outro vai se afogar dentro de 2Km, se você não lhes der um barco de resgate.

    O outro vai nadar 150 Km antes que precise de um barco de salvamento, ou vai morrer também. 

    Comparado entre eles, parecia ter muita diferença - uma parecia melhor... mas todos acabam igual - não há diferença.

    Eles estão todos indo para afogar sem um barco de resgate. Portanto, há um sentido em que um é 150 vezes melhor nadador do que o outro, mas em outro sentido, eles estão todos condenados. Eles são todos iguais. Não há nenhuma diferença. Eles não podem atravessar o Oceano Atlântico até a Inglaterra.

    A cruz vem e diz:

    Alguns de vocês são melhores do que os outros em certo sentido? Isso é bom.
    Seja um bom pai.
    Seja uma boa mãe.
    Controle seus apetites.
    Seja um bom cidadão...


    Quando se olha a vida como um todo, quando se trata de procurar apenas ser bom, quando se trata de viver realmente uma vida altruísta e amar o próximo como a si mesmo e amar a Deus com todo o teu coração, alma, força e mente, vocês estão todos no mesmo barco. Vocês vão precisar de cruz para salvá-los. Alguns de vocês podem ir 150 vezes mais longe  como pai, cidadão... mas não vão chegar nem perto do fim desse Oceano da santidade de Deus. Você está morto sem um Salvador. 1Km ou 150 Km no Oceano Atlântico são coisas irrelevantes. Dá tudo no mesmo no fim. Todos estão irremediavelmente condenados. Tua suposta bondade quando comparada a Deus é totalmente irrelevante.  Essa é a mensagem da cruz.


    A pior pessoa na sociedade está na mesma situação que a pior. "A pior pessoa na sociedade está na mesma situação que eu estou diante de Deus?" A cruz diz: "Sim."


    Você não vê ? A cruz é tão democrática.  Ela ofende a todos. Ele não apenas ofender as elites,   ofende a pessoa comum, ofende os mais pobres em uma sociedade. Ela não apenas ofende os pagãos, ofende os puritanos. Ela não apenas ofende a esquerda, ofende a direita.  Ele não apenas ofende o jovem, ofende o homem maduro, o velho... o homem a mulher... O branco, o negro.... Ela ofende a todos, "... porque não há diferença ... "


    "Se você quer ser livre, você tem que ver a ofensividade da cruz. Você tem que reconhecer o que ela diz”.


    Aqui está o que é ofensivo, e por isso aqui o partido da circuncisão na igreja dos gálatas ( Eram  homens morais, bons... ) tentou abolir não a cruz, mas a ofensividade da cruz. Como Satanás faria na igreja que ele assumisse a liderança, o pastorado...


    A cruz diz: " Você tem que ser salvo “somente pela graça”.

    Não importa qual é tua situação, Deus salvá-lo é uma questão de misericórdia absoluta que ele não te deve.

    É caridade completa, absoluta e soberana.

    Você não pode fazer nada para merecer isso"

    (Veja quantos “cristãos” estão ofendidos com a graça soberana!)

    O evangelho diz: "Não importa quem você é ou onde você está... você está debaixo da ira de Deus." Então as pessoas se ofendem com a exclusividade da cruz.  Que o Evangelho é o que Cristo fez, e fez na cruz. Que a salvação é soberana...

    Cristo como conselheiro e catalisador de transformações sociais estaria todo tempo na agenda da igreja que Satanás assumisse a liderança.

    Cristo e este crucificado, jamais estaria. E Satanás usaria o púlpito semana após semana para esconder o escândalo da Cruz com uma cruz vazia de escândalo - pois essa é a melhor forma de esconder a cruz e seu escândalo. 

    A maioria dos cristãos não perceberiam se Satanás assumisse a liderança e o púlpito de sua igreja. Não perceberiam, e não percebem.