• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Deus nos deu o entretenimento!




    Músicas, filmes, shows, teatro, Tv... há tanto lixo espalhado  em nossa cultura, que corremos o risco de perder o ponto sobre o entretenimento.


    Nós, cristãos, devemos pensar em entretenimento como a extensão bíblica da categoria “amizade”. O entretenimento, é lógico, é para rirmos, ouvir boas histórias, ser encorajados, desafiados, ver diferentes perspectivas, discutir... Todas essas coisas são propósitos legítimos  para os amigos e amizade (e entretenimento).


    Quem são teus amigos? Os filmes que você vê, a música que você escuta, blogs que você lê... são todos círculos de “amizade”, uma espécie de comunidade que você acaba pertencendo. E não apenas o entretenimento é uma forma de comunidade, mas forma comunidade. Você acaba se tornando o que te diverte.


    No princípio Deus criou Adão, e tudo era bom, mas não era bom ele estar sozinho. Adão necessitava de  um companheiro, amigo. Deus criou Eva. Isto é uma declaração sobre comunidade e entretenimento. Deus os criou para contemplarem e desfrutarem Sua glória. E Deus criou Eva para conversar com Adão, acompanhar Adão, ver o mundo com Adão, apreciar a criação com Ele, mas de maneira diferente e compartilhando sua experiência. O mandamento de Deus para dominar a terra implica tecnologia e arte. O entretenimento é o resultado de explorar o mundo e falar sobre isso de forma criativa. Explorar o mundo das notas, por exemplo, e falar disso de forma criativa com música. O entretenimento é o resultado de cavar no mundo que Deus criou, descobrir o que Deus escondeu nele, e reorganizar partes dele e depois se sentar e apreciar. Quando fazemos isso, estamos “imitando”  o modo como Deus tomou coisas boas ( o pó da terra por exemplo – do qual fez o homem ), reorganizou-as e as fez melhor e apreciou o que Ele fez. Era muito bom - ( Deus faz mais – cria coisas do nada, mas não somos Deus ) – nos lembrando sempre que tudo que Deus criou foi para o nosso fim principal – “Glorificar a Deus e gozá-lo para sempre”.



    Entretenimento e amizade são coisas boas; Eles refletem a maneira como Deus é. Deus tem amigos: Moisés (Êx 33:11), Israel (Ju. 5:31), Abraão (2 Cr 20: 7, Is 41: 8, Js. 2:23), e aqueles que temem a Deus ( Sl 25:14).


    Deus é entretido pelas coisas que Ele fez (por exemplo, Jó 38-41).


    “Que se dirá então das asas e da plumagem da cegonha?14 Ela abandona os ovos no chão e deixa que a areia os aqueça,15 esquecida de que um pé poderá esmagá-los, que algum animal selvagem poderá pisoteá-los.16 Ela trata mal os seus filhotes, como se não fossem dela, e não se importa se o seu trabalho é inútil.17 Isso porque Deus não lhe deu sabedoria nem parcela alguma de bom senso.18 Contudo, quando estende as penas para correr, ela ri do cavalo e daquele que o cavalga.19 "É você que dá força ao cavalo ou veste o seu pescoço com sua crina tremulante? 20 Você o faz saltar como gafanhoto, espalhando terror com o seu orgulhoso resfolegar? 21 Ele escarva com fúria, mostra com prazer a sua força, e sai para enfrentar as armas. 22 Ele ri do medo, e nada teme; não recua diante da espada. 23 A aljava balança ao seu lado, com a lança e o dardo flamejantes. 24 Num furor frenético ele devora o chão; não consegue esperar pelo toque da trombeta. 25 Ao toque da trombeta, ele relincha: ‘Eia! ’ De longe sente cheiro de combate, o brado de comando e o grito de guerra. 26 "É graças a inteligência que você tem que o falcão alça vôo e estende as asas rumo sul? 27 É porque você manda, que a águia se eleva, e no alto constrói o seu ninho? 28 Um penhasco é sua morada, e ali passa a noite; uma escarpa rochosa é a sua fortaleza. 29 De lá sai ela em busca de alimento; de longe os seus olhos o vêem.” – Jó 39


    Como um pai que é entretido por seus filhos, Deus ama as  pessoas que Ele redimiu soberanamente em Cristo, e do que elas fazem e dizem e cantam. Neste sentido, a salvação em Jesus é um grande projeto de renovação. Deus vem em carne humana para restaurar companheirismo, artes e entretenimento. Mas o que o evangelho nos ensina é que tudo deve ser tornado novo através da cruz de Jesus. As pessoas são criadas novas por morrer com Cristo e ressuscitarem com Ele. E se formos novos desse jeito, também são todas as outras coisas boas. Todas as coisas boas devem ser crucificadas com Cristo e recriadas nele. Histórias e música, arte e poesia...


    Mas "A amizade com o mundo é inimizade com Deus" (Tg 4, 4). Tiago diz que existe uma certa maneira pela qual não devemos ser amigos do mundo. João diz: "Não ame o mundo nem as coisas do mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Por tudo o que há no mundo - os desejos da carne e os desejos dos olhos e soberba da vida ( sinais de status ) - não vem do Pai, mas é do mundo "(1 Jo 2: 15-16).


    Claramente, há uma maneira correta de amar o mundo e uma maneira errada de amar o mundo. João realmente faz isso explícito - ele está falando sobre a luxúria da carne, a luxúria dos olhos e o orgulho da vida. Essa é a parte do mundo que não devemos amar, não devemos nos fazer amigos. Muito do que compõe o entretenimento hoje, é um excelente exemplo de luxúria e orgulho. Se somos amigos da luxúria e orgulho, não podemos ser amigos de Deus. Parte da razão pela qual Deus não quer que vejamos a luxúria e o orgulho do mundo como entretenimento é porque não faz o que o bom entretenimento é suposto fazer – como criado por Ele.


    O que é um bom entretenimento. “Aquele que anda com os sábios será cada vez mais sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal.” - Pv 13:20. O bom entretenimento é como um bom amigo: faz de você uma pessoa melhor. Às vezes, isso pode ser risadas, às vezes pensamentos, às vezes repreensão, às vezes inspiração... "Um amigo ama em todos os momentos, e um irmão nasce na adversidade" (Pv. 17:17). O entretenimento egoísta não é leal e, portanto, não estará lá para você quando precisar. Muitas músicas em nossos dias, por exemplo, fazem todo o tipo de promessas. Emoção, prazer... Mas estão mentindo. É apenas um eco de um rancor contra Deus mentindo sobre Ele e sua glória. Mas um ótimo livro, um excelente filme, boa música é como um verdadeiro amigo, e ainda é bom quando você volta para ele no próximo mês, no próximo ano. Ele estará lá para você como um irmão. O bom entretenimento é bom em todos os momentos. Mas o mau entretenimento é como comida estragada. "Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais chegado que um irmão.” - Pv 18:24. Muito da cultura pop é uma farsa para que pessoas imaturas sejam arrastadas para se sentirem “bem” sendo entorpecidos como por uma droga. E ninguém se lembrará desse filme ou música em alguns anos – e outra coisa, com mentira nova, terá que substituí-los. O pobre entretenimento é uma armadilha: "Não faça amizade com quem vive de mau humor, nem ande em companhia de quem facilmente se ira; do contrário você acabará imitando essa conduta e cairá em armadilha mortal.” - Pv 22:24,25.


    Se você não traria determinada pessoa para sua casa e conviveria com seus valores, por que você iria baixar sua música que expressa esses valores? Ou assistir esse programa ou filme? “Quem obedece à lei é filho sábio, mas o companheiro dos glutões envergonha o pai.” - Pv 28:7 – “O homem que ama a sabedoria dá alegria a seu pai, mas quem anda com prostitutas dá fim à sua fortuna.” - Pv 29:3


    A gula se resolve com prazeres fáceis em vez de perseguir o árduo trabalho de maturidade, excelência e beleza - o material da amizade real, e do verdadeiro entretenimento.



    Amizade e entretenimento tem uma gravidade – “Fiel são as feridas de um amigo; muitos são os beijos de um inimigo” -  “Quem fere por amor mostra lealdade, mas o inimigo multiplica beijos.” - Pv 27:6. Toda amizade tem uma gravidade, uma força ou corrente que puxa em alguma direção. Você nunca deve entrar em um corpo de água sem saber de que maneira a corrente está puxando, e da mesma forma, você nunca deve estar em uma amizade ou entretenimento sem saber de que maneira está indo. Ou você está sendo conduzido para Jesus, ou você está levando outros para Jesus. Isso deve resumir nossa vida, amizade e entretenimento.   É assim que Jesus é o amigo dos cobradores de impostos e dos pecadores (Mt 11:19, Lc 7:34). 


    Jesus comeu com os pecadores, mas lembre-se, Ele não pecou com eles. Ele perdoa, cura, limpa e liberta. Ele não nos deixa no escuro como muitas amizades e entretenimento deixam. Jesus nos levanta em um novo e glorioso futuro. Ele nos chama amigos e nos mostra uma verdadeira amizade, colocando Sua vida para baixo, mais baixo do que podíamos imaginar – no abismo -  na escuridão sem fim da Ira do Pai -  para que escuridão e abismo nunca mais nos tenham: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno. Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido.” - João 15:13-15. Nosso entretenimento e amizades fluem dessa realidade.