• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Orando no Espírito Santo | C. H. Spurgeon



    Num distante 4 de Novembro de 1866.


    "Orando no Espírito Santo". Judas 20


    Leitura adicional: Romanos 8: 26-27


    Com tal oração, é uma certeza absoluta que eu tenho que triunfar com Deus em oração. Se minha oração fosse a minha própria oração, talvez eu não estivesse tão seguro disso, mas se a oração que eu pronuncie é a própria oração de Deus escrita em minha alma, Deus é sempre um consigo mesmo, e o que ele escreve no coração é escrito apenas porque está escrito nos seus propósitos.


    É dito por um velho Puritano que a oração é a sombra da onipotência. Nossa vontade, quando Deus o Espírito Santo a influencia e dirige, é o indicador da vontade de Deus expressando a verdade de Sua Palavra, nunca o oposto. Quando o povo de Deus ora, é porque a benção está chegando, e suas orações são a sombra da benção que vem.


    Tenha certeza disso, irmãos, Deus nunca contrariou a si mesmo; ele nunca contradisse em um lugar o que ele disse em outro. Você e eu podemos nos contradizer, não apenas por falsidade, mas mesmo por incapacidade, ignorância... talvez não possamos suportar ou manter a nossa palavra, e podemos esquecer o que dissemos, e, em outro lugar, podemos dizer algo que contradiz o que um dia dissemos, mas Deus não é infeliz quanto à memória, nem tampouco variável quanto à vontade; o que ele prometeu ontem que ele cumpre hoje, e o que ele disse em um lugar, ele declara em outro.


    Então, se Deus diz em meu coração: "Ore por isso que mostro em minha Palavra", é porque ele disse isso no livro de seus decretos. O Espírito de Deus que escreve o desejo de em tudo concordar com Deus no coração, sempre corresponde à escrita do destino no livro do eterno propósito de Deus. Tenha certeza de que você não pode deixar de ter êxito quando colocou sua alma como uma folha de papel em branco perante o Senhor e pediu-lhe que escrevesse sobre ela sua vontade eternamente revelada; então não é mais a sua própria oração, mas o Espírito intercede em você de acordo com a vontade de Deus.



    Para meditação: Não podemos garantir em nenhum momento que estamos orando no Espírito, mas iremos na direção certa se rezarmos com fé (Mateus 21:22), em nome de Jesus (João 14: 13-14) 16:24) e de acordo com a vontade revelada de Deus somente nas Escrituras (1 João 5: 14-15), enquanto estivermos em comunhão com Cristo (João 15: 7) e obediência a Deus (1 João 3:22).


    Tirado e adaptado do Sermão nº 719 – Pregado na Manhã de Domingo, 4 de Novembro de 1866 no Tabernáculo Metropolitano por Charles Haddon Spurgeon.


    Traduzido e adaptado por http://www.josemarbessa.com/