• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Um erro aqui é fatal!



    Não podemos exagerar na importância da compreensão da regeneração. Não podemos deixar de perceber a tragédia de não compreendê-la. O que é tão comum em nossos dias

    A regeneração é uma obra isolada e distinta de todas as outras operações do Espírito Divino. Ela deve ser cuidadosamente distinguida

    da conversão,
    da adoção,
    da justificação e
    da santificação;

    E ainda deve ser considerado como a BASE e a FONTE de todas elas.
    Por exemplo, não pode haver CONVERSÃO sem um princípio de vida na alma; Pois a conversão é o exercício de um poder espiritual implantado no homem.

    Não pode haver nenhum senso de ADOÇÃO, além de uma natureza renovada; pois a adoção confere somente o privilégio, não a natureza dos filhos.

    Não pode haver um sentimento reconfortante de ACEITAÇÃO no Amado, até que a mente tenha passado da morte para a vida;

    Nem pode haver o menor avanço na CONFORMIDADE DA VONTADE ( Santificação ) e das afeições com a imagem de Deus, Enquanto falta na alma a própria raiz da santidade.

    A FÉ é uma graça purificadora, mas a fé só é encontrada no coração "criado de novo em Cristo Jesus". Deve haver necessariamente a renovação espiritual de todo o homem, ANTES que a alma possa passar para um estado adotado, justificado e santificado.

    A Regeneração é um ato Soberano de Deus que acontece em homens mortos. O Espírito sopra onde quer... assim são os nascidos do Espírito: “O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é TODO aquele que é nascido do Espírito.” – João 3.8

    O homem, como é óbvio, estando morto, não tem nenhuma participação nela: “O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.” - João 3:6. E TODAS as outras coisas que acontecem dependem desse ato inicial soberano de Deus. E ninguém pode estar no Reino de Deus sem isso, não pode sequer vê-lo: "Se um homem não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus". João 3: 3.


    Com alegria então, falemos ousadamente como o apóstolo Paulo: “Terei misericórdia de quem eu quiser ter misericórdia e terei compaixão de quem eu quiser ter compaixão". Portanto, isso não depende do desejo ou do esforço humano, mas da misericórdia de Deus.” - Romanos 9:15,16