• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Um romance arrebatador!!




    "Como pode um ser humano ser um deus – ser " tudo " para o outro? Nenhum relacionamento humano pode suportar o fardo da divindade, e a tentativa de fazer isso, tem que cobrar seu alto preço de alguma forma para ambas as partes. . . . Se o seu parceiro é o seu 'tudo', em seguida, qualquer falha dele se torna uma grande ameaça para você . . . .


    Afinal, o que é que nós queremos quando nós elevamos o parceiro de amor para a posição de Deus? Queremos redenção - nada menos que isso. Queremos nos livrar dos nossos defeitos, insuficiências, inadequações... de nosso sentimento de vazio, de ser nada. Queremos ser justificados, saber que a nossa criação e existência não tem sido vã. . . . Escusado será dizer que, os parceiros humanos não podem fazer isso. "

    Ernest Becker, The Denial of Death (New York, 1973), pages 166-167.



    Romance tem algo de belo e glorioso. Mas de forma alguma é a experiência última e derradeira do ser humano. E desejar e fazer dele mais do que ele foi projetado para ser, destrói a coisa boa que o romance foi destinado a ser.


    Ele deve ser apenas um eco pálido, um lembrete bem limitado, mas precioso, do amor infinito do Salvador.



    "Eu te amei com um amor eterno." - Jeremias 31: 3