• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Pastor, por que todo meu desejo de alegria em Cristo acaba em decepção?



     Ao ouvir uma mensagem sobre Filipenses: “E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo” – 3.8  - Sobre como mesmo os sofrimentos são usados por Deus para maximizar nossa alegria em Cristo, alguém fez uma pergunta sincera, mas crucial para a realidade de nossa vida cristã.


    Como isso que Paulo diz, ou o que foi pregado, pode me encorajar se eu na maior parte do tempo não experimento a alegria em Cristo? Se mesmo em dias claros a alegria é imperceptível quase sempre, como será em dias escuros? Então, todo meu desejo de alegria em Cristo acaba por ser tornar decepção. O que pode ser dito a alguém como eu?


    Isso é importante, e se houver honestidade, muitos admitirão ter o mesmo problema. Mas o fato é que Deus promete  alegria plena, satisfação no coração em Cristo e em todos os que confiam em Cristo..


    Olhe essas palavras de Jesus em João 7: 37-38 , por exemplo -


    “Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.”


    Jesus está falando da sede do coração – sede de alegria, de prazer e de satisfação. E Ele promete que todo aquele que nele crê terá seu coração satisfeito em sua sede, satisfeito e fluindo alegria nEle para sempre como as águas de um grande rio.


    Então é isso. Uma promessa preto no branco. Mas alguém diz não experimentar essa alegria. Então, por que poderia ser?


    Há algumas perguntas que eu me faço  quando percebo que eu não estou experimentando alegria em Cristo.


    Estou buscando alegria em quem Jesus é, ou no que Jesus dá?

    Estou buscando alegria em Cristo como um dom imerecido de Deus, ou como algo que Deus me deve?

    Estou buscando alegria em Cristo com um coração contrito e arrependido,  ou estou segurando em pecado favorito?

    Estou buscando alegria em Cristo com humilde confiança na vontade de Deus em toda minha vida?

    Estou buscando alegria em Cristo em oração?

    Estou buscando alegria em Cristo através das Escrituras?

    Estou buscando alegria em Cristo persistentemente?

    Estou buscando alegria em tudo o que Deus Pai é para mim em Cristo?


    Muitas pessoas pensam que a alegria que Deus promete tem a ver com as bênçãos, saúde, realizações, sonhos, dinheiro, romance ou amigos.


    Mas Deus não promete qualquer um destas coisas como origem os catalisadores dessa alegria. O que Deus promete é uma alegria infinitamente maior, a alegria de contemplar o próprio Jesus Cristo.


    Isso é o que Paulo diz em Filipenses 3: 8 -


    Na verdade, eu conto tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor.


    A alegria de Paulo foi conhecer a Cristo. Em Cristo, não bênçãos; mas o próprio Cristo . E a alegria do conhecimento de Cristo era tão grande que ele contou tudo como perda. Todas as coisas nas quais o homem cria sua identidade – Educação, posição, Status, dinheiro, reconhecimento...  Paulo havia perdido. Ele não dizia que isso tudo era uma grande perda, mas que Cristo compensava. Ele diz que tudo isso comparado a Cristo era como esterco. Ele não estava olhando para trás com saudade... quem sente saudade de esterco?


    Podemos ter gostos e provas desta alegria agora, na medida que o Espírito Santo nos ajuda a ver e sentir a glória de Cristo como revelado na Palavra de Deus (2Cor 3:18 ; 2 Co 4: 6 ; Ef 1: 18-19).


    “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.”


    “Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo.”


    “Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos; E qual a sobreexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder.”


    E vamos conhecer isso plenamente no céu, quando vermos Jesus face a face ( 1 Co 13:12 ; 1 Pe 1:13 ).


    “Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.”
    “Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo.”


    Mas se buscamos a nossa alegria em bênçãos terrenas, e não no próprio Jesus, a realidade será sempre e inexoravelmente a decepção. Ou porque teremos as bênçãos terrenas, e eles não vão nos satisfazer, ou porque não teremos as bênçãos terrenas que desejamos, e pensarmos que se as tivéssemos a satisfação viria, ou pensarmos que Deus não está sendo fiel a nós.


    Assim, a ÚNICA maneira de ganhar e desfrutar a alegria e satisfação no coração em Cristo, é PARAR de buscar alegrias terrenas e buscar o próprio Cristo.

    O que me ajuda a fazer isso diariamente é orar sobre a Escritura, por exemplo, a que acabamos de mencionar - Filipenses 3:8 – “E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo.”


    O que quer dizer  “orar sobre uma Escritura?” -


    É pedir a Deus para abrir os meus olhos para a verdade da Sua Palavra...
    É pensar profundamente sobre o que o versículo está dizendo...
    Orar sobre a verdade e promessa do verso até que o Espírito Santo me ajude a ver e sentir profundamente essa verdade.


    Para que eu possa orar algo parecido com isso:


    Pai,  ajuda-me a entender que Paulo está dizendo neste versículo. Paulo considerou tudo como perda, comparado com a alegria de conhecer Jesus Cristo. Não estou sentindo isso agora, Pai. Me perdoe. Me faça sentir a miséria desse pecado. Ajude-me. Abra meus olhos para que eu possa ver a majestade de Jesus Cristo. Ajuda-me a sentir a verdade da  misericórdia  de Jesus, em se tornar um homem, em se humilhar e descer e ser obediente até a morte. Me ajude a ver os mistérios da expiação e propiciação do seu sangue.

    Ajuda-me a ver e sentir que o teu Santo Filho é infinitamente mais gratificante do que uma esposa, filhos, sucesso, ministério, dinheiro – ou qualquer outra coisa.

    Eu quero orar sobre e chegar exatamente onde Asafe chegou: “Quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti. A minha carne e o meu coração desfalecem; mas Deus é a fortaleza do meu coração, e a minha porção para sempre.” – Sal 73.25,26


    Há tantos textos sobre os quais orar...
    Hab 3: 17-18 ; Mt 13:44 ; Hb 11:26 ; 1 Pe 1: 8 ; 2 Co 4: 6 ; Ef 3:19 ; Col 1 : 27 ; Hb 1: 3 ; Rev 21:23 .


    Esta pergunta deve ser feita constantemente: Estou buscando alegria em Cristo como um dom imerecido de Deus, ou como algo que Deus me deve?


    Por causa do nosso pecado, nós merecemos apenas a punição de Deus. Mas, por causa da morte de Jesus, Deus pode derramar graça imerecida sobre aqueles que Ele deu soberanamente a Seu Filho.


    Portanto, temos de buscar a Cristo com humildade. Temos de admitir que não temos justiça própria para fazer-nos dignos dele. Devemos confiar, não em qualquer bondade em nós mesmos, mas apenas sobre a morte de Cristo para perdoar nossa culpa, e em Sua justiça para cobrir nosso pecado ( Lucas 18: 13-14 ).


    Isto é crucial, porque se nós procuramos alegria em Cristo como algo que Deus nos deve, não vamos receber NADA. Porque a alegria em Cristo é uma graça, e só Deus dá graça aos humildes:


    “Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.” - Tiago 4: 6.

    Mas muitas vezes eu ME encontro indo a Deus como se Ele me devesse alguma coisa. Então eu regularmente tenho a necessidade de orar sobre as verdades da santidade de Deus, do meu pecado, e do sofrimento de Cristo na cruz até que eu veja e senta que qualquer coisa que Deus me dá é um presente comprado pelo sangue, e não há nada que eu mereça.


    É muitas vezes neste momento que começo a ver e sentir a glória de Cristo, e a saborear a alegria totalmente satisfatória de contemplá-Lo.


    Há tantos textos das Escrituras que me ajudam com isso... –
    Salmos 51 ; Lucas 7:47 ; 2 Coríntios 5:21 ; Isaías 53: 4-6 ; Apocalipse 1: 5 ; Marcos 10:45...


    Esse é o caminho, a promessa de Deus jamais falha.