• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Como meninos se tornam homens de Deus.




    Qual é a marca indelével do Breve Catecismo de Westminster? Nós temos o seguinte trecho de uma experiência pessoal de um oficial do exército dos Estados Unidos na 2ª Guerra Mundial. Ele estava em uma grande cidade na Europa ocidental em um momento de intensa emoção, distúrbios violentos e medo por bombardeios constantes, mortes... As ruas eram invadidas diariamente por uma multidão em perigosa fuga, agitada e fazendo deslocamentos para abrigos antiaéreos constantemente...  


    Um dia ele observou aproximando-se dele, em meio as pessoas que se deslocavam assustadas, um homem com uma calma singularmente combinada com firmeza de atitude, cuja própria conduta inspirava confiança. Tão impressionado ele ficou com seu porte em meio ao alvoroço em torno dele, que quando ele já tinha passado pelo homem, ele se virou para olhar para trás, apenas para descobrir que o estranho tinha feito o mesmo.


    Ao observar que ele tinha se virado também, o estrangeiro por sua vez voltou até onde ele estava, e, tocando seu peito com o dedo indicador, exigiu sem fazer qualquer introdução para a conversa: “Qual é o fim principal do homem?” Ao receber a contra-senha certa, “O fim principal do homem é glorificar a Deus e gozá-lo para sempre” - 'Ah!' disse ele, “Eu sabia que você era um menino do Breve Catecismo por sua aparência em meio a todo esse medo e desespero!” Ora, isso era o que eu estava exatamente pensando de você também, foi a resposta.


    Vale a pena ser um menino instruído desde cedo no Breve Catecismo. Eles crescem a se tornam homens. E melhor do que isso, eles são extremamente aptos a crescerem para se tornarem homens de Deus. 

    Tirado e adaptado de - John E. Meeter, editor, Selected Shorter Writings (Phillipsburg, 1970), I:383-384.