• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Procurando na Bíblia o que não se pode achar!





    "Cristo é tudo!" Colossenses 3:11


    Em Cristo você tem graça para cada pecado, direção para cada curva, luz para cada canto, e uma âncora para cada tempestade. Então você já tem tudo o que precisa.


    E quem pode tirá-lo de você? Doenças não podem infectar a sua salvação. Dificuldades materiais não podem empobrecer suas orações. Uma enchente pode levar-lhe a casa terrena, mas não toca seu lar celestial...


    "Não terás outros deuses além de mim" (Êxodo 20.3) e: "Não cobiçarás" (Êxodo 20.17) - São ordens quase equivalentes. Cobiçar é desejar qualquer outra coisa—além de Deus — de forma tal que revele a perda do contentamento e da satisfação nele.


    O Evangelho é a revelação de Jesus Cristo, como. . .
    o manifestação de Deus,
    Salvador de seu povo,
    E a porção toda suficiente de todos os que crêem no seu nome.


    Ele possui em si mesmo toda a excelência concebível - e comunica a seu povo todos os seus bens reais. Ele é manifestado aos nossos olhos em uma variedade de personagens - e pressionado sob nossa atenção por uma variedade de figuras. Na verdade, o Espírito Santo, glorificando Jesus, faz tudo em Sua obra para. . .

    iluminar o entendimento,
    impressionar a memória e
    alimentar o discernimento com vista apenas manifestar idéias de sua (de Cristo) excelência e glória. Assim que ter Cristo diante de nós em quase todo objeto que se apresenta à nossa vista - podemos ter nossas meditações preenchida com ele, e nossa fé exercida sobre ele. Sendo propenso a esquecê-lo - o Espírito usa quase todos os objetos para nos lembrar dele. Em todos os lugares e em todas as coisas, somos instruídos "no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo", e somos lembrados de suas excelências e adequação para os pobres pecadores. Nós não podemos dar nem mesmo um pequeno passeio nas páginas da Bíblia – sem ver um grande número de coisas que conspiram para nos lembrar dele, de quem Moisés escreveu na lei e os profetas escreveram, e se nossas mentes fossem espirituais - estaríamos constantemente derivando "instrução" e "edificação" de sua natureza e pessoa em tudo que vemos... ir a Bíblia procurando outra coisa... como um livro para solução de problemas, regras de auto-ajuda, estratégias para vida sentimental, profissional... é ter perdido todo o ponto.


    Proponho, portanto, que você me acompanhe num breve passeio para contemplá-Lo:


    Ele é a semente prometida de Adão que iria esmagar a cabeça de Satanás ( Gênesis 3:15 ).


    Ele é o descendente de Abraão por meio de quem todas as nações da Terra seriam abençoadas ( Gn 12.3 ).


    Ele é o filho de Judá, que reina eternamente como rei, cujas vestes são lavadas no sangue das uvas, e sua mão está sobre o pescoço de seus inimigos ( Gênesis 49:8-12 ).


    Ele é o Cordeiro Pascal que foi morto para proteger o povo de Deus do Anjo da Morte (Êx 12).


    Ele é o maior filho de Israel que saiu do Egito, e Ele é o grande redentor que traz seu povo de uma servidão e escravidão, que é muito pior do que qualquer coisa que os israelitas experimentaram lá (Êx 12-14).


    Ele é o verdadeiro pão do céu que realmente alimenta e alimenta seu povo (Êx 16).


    Ele é a rocha da qual fluxos de água fluem para sempre (Êx 17).


    Ele é o cumprimento da Lei, tendo perfeitamente obedecido não só os 10 mandamentos, mas todos os 613 a partir do dia de seu nascimento (Êx 20).


    Ele é Aquele por meio do qual entramos em nosso duradouro descanso sabático, e não apenas por um dia em cada sete, mas para todos os dias a partir de agora e por toda a eternidade ( Êxodo. 23:10-12 ).


    Ele é o nosso grande sumo sacerdote que oferece o seu próprio corpo e sangue como uma expiação pelos pecados do seu povo (Êx 28-29).


    Ele é o esplendor de Deus, a representação exata do seu ser, e é a própria presença e glória de Deus entre o seu povo, ainda mais que a arca ou as colunas de nuvem e fogo ( Êx. 40:34-38 ).


    Ele é o de uma vez por todas o sacrifício que Deus tem oferecido no altar no Dia da Expiação, no Calvário, e ao mesmo tempo ele é o bode expiatório, que foi enviado da presença de Deus para o deserto por causa do pecado que ele carregava ( Lev. 16).


    Ele é como a serpente de bronze que foi levantada e quando as pessoas olham para ele com fé, eles encontram o perdão e a cura (Num 21).


    Ele é a estrela que sairá de Jacó, e o cetro que sai de Israel ( Num. 24:17 ).


    Ele é uma cidade de refúgio para os pecadores culpados, para fugirem para dentro de suas portas e encontrarem refúgio (Num 34).


    Ele nos dá todas as bênçãos por sua obediência aos mandamentos perfeitos de Deus, e ele pagou o preço pela maldição que nós merecíamos para todas as nossas desobediência (Deut. 28).


    Ele conduz o seu povo redimido para a Terra Prometida, onde eles vão morar com ele para sempre (Josué 3).


    Ele é o nosso guerreiro conquistador, vitorioso sobre os poderes do pecado e da morte (Josué 5).


    Ele é o juiz justo e salvador, que nunca deixa de defender e proteger o seu povo quando eles se arrependem e voltam para ele (Juízes 2).


    Ele é o filho de Davi cujo reino foi estabelecido para sempre (2 Sam. 7).


    Ele é o templo de Deus, que, embora destruído, ressuscitou em 3 dias (1 Reis 8;. 2 Crônicas 3).


    Ele é o nosso profeta-chefe e professor que restaura a verdadeira religião, chamando-nos para longe de nossos ídolos para voltar ao único Deus verdadeiro (1 Reis 18).


    Ele está levando um remanescente da Babilônia de volta para a Terra Santa (Esdras 7).


    Ele é a esperança de Jó e a nossa, pois sabemos que nosso Redentor vive e no último dia, ele se levantará sobre a terra ( Jó 19:25 ).


    Ele é o Filho eternamente gerado do Senhor, o Altíssimo, a quem os reis temem  sua ira, e quem abençoa aqueles que nele confiam (Salmo 2).


    Ele foi por um tempo abandonado por Deus na cruz, para que aqueles que se encontram nele, nunca pode ser rejeitada (Salmo 22). E, no entanto, seu corpo não viu corrupção, porque, como Davi cantou, Deus não iria abandoná-lo na sepultura, mas ressuscitou fisicamente com um corpo incorruptível (Salmo 16).


    Ele é o pastor das ovelhas, que restaura a alma do seu rebanho e nos conduz pelas veredas da justiça (Salmo 23).


    Ele nos limpa com um limpador muito mais forte do que qualquer coisa no ramo hissopo poderia fazer, ele nos lava e limpa em seu próprio sangue, para que possamos ser mais brancos do que a neve (Salmo 51).


    Ao seu comando os anjos o assistem para que seu pé sequer toque em uma pedra, mas ele não tomou esse auxílio, mas saudou o cálice que o Senhor tinha para ele beber (Salmo 91).


    Ele é o maior Filho de Davi, que vai sentar-se à destra do Senhor até que todos os seus inimigos sejam colocados sob seus pés, e é sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedeque (Salmo 110).


    Ele é o Verbo de Deus encarnado, e a única lâmpada para o nosso caminho (Salmo 119).


    Ele é a própria sabedoria de Deus manifestado na carne (Provérbios).


    Ele é o único objetivo na vida que importa, sem o qual a vida é fútil e vazia – apenas vaidade (Eclesiastes).


    Jesus é a Rosa de Sarom e o Lírio do Vale, e ele é o marido que leva sua amada para a mesa de banquete e que a satisfaz completamente em seu amor (Cântico dos Cânticos 2).


    Ele é o sinal para Acaz, o chamado Emanuel e nascido de uma virgem (Isaías 7).


    Ele é a grande luz que brilha para um povo que andava em trevas, saindo da Galiléia para as nações, Ele é a criança nascida que é chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Do aumento do seu governo e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, ele vai criar e mantê-lo com justiça e retidão, desde agora e para sempre (Isaías 9).


    Ele é o ramo vindo do tronco de Jessé, e justiça será o cinto dos seus lombos. Durante o seu reinado, o lobo habitará com o cordeiro e o leopardo se deitará com o cabritinho, e o bezerro, o leão e o novilho gordo viverão juntos, e um menino pequeno os guiará (Isaías 11).


    Em sua vinda, a glória do Senhor será revelada e toda a carne estará junta (Isaías 40).


    Ele é o servo do Senhor, no qual sua alma se deleita, e com quem ele está muito satisfeito (Isaías 42).


    Ele é o único salvador de Israel e além dele não há outro (Isaías 43).


    Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado no sofrimento. Ele foi oprimido e ele foi afligido, mas não abriu a sua boca: como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como uma ovelha diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca. Ele é aquele que suportou nossas dores e as nossas maldições. Ele foi ferido pelas nossas transgressões, foi esmagado por nossas iniqüidades; estava sobre ele o castigo que nos traz a paz, e pelas suas pisaduras fomos sarados (Isaías 53).


    Ele é ungido pelo Senhor para pregar boas novas aos pobres, a curar os quebrantados de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a  abrir as prisões para aqueles que estão presos. Ele proclama o ano da graça do Senhor, e o dia da vingança do nosso Deus, e ele conforta todos os que choram (Isaías 61).


    Ele cria os novos céus e a nova terra, e ele vai morar com o seu povo para sempre (Isaías 65).


    Ele é o bálsamo de Gileade que cura a alma ferida pelo pecado, ele é o grande médico que restaura a saúde de seu povo (Jer. 8).


    Ele é o Ramo Justo de Davi, que vai lidar sabiamente e executará juízo e justiça na terra (Jeremias 23).


    Ele bebe o cálice do vinho da ira de Deus para que seu povo seja poupado (Jer. 25).


    Ele inaugura a nova aliança em seu sangue, uma aliança escrita no coração do seu povo, levando a obediência prazerosa e amor a Verdade, marcados no coração pelo perdão dos nossos pecados (Jer. 31).


    Ele é a própria manifestação da incessante misericórdia de Deus. Suas misericórdias nunca chegarão ao fim para os que nEle estão, pois elas são novas todas as manhãs, porque grande é a sua fidelidade (Lam. 3).


    Ele traz vida a ossos secos pelo seu Espírito; que faz com que a respiração chegue onde a morte reinava (Ez 37).


    Ele é o Filho do Homem a quem o Ancião dos Dias dá todo o domínio, e glória, e o reino. Seu domínio é um domínio eterno (Dn 7).


    Ele é o marido misericordioso que leva de volta a sua esposa infiel, e nos permite, mais uma vez, chamá-lo de "meu marido" em vez de continuar dizendo "Meu Baal" (Oséias 1-3).


    Ele traz o Dia do Senhor, o que será um dia de grande terror e julgamento para todos os que não o conhecem, mas todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo (Joel 2).


    Ele é o governante de Belém Efrata, cuja origem é dos tempos antigos, desde tempos eternos (Mq 5).


    Ele chegou como rei em Jerusalém, justo e vitorioso, mas ele era humilde e montado sobre um jumento, sobre um jumentinho, filho de jumenta (Zc 9).


    Ele é o fogo do fundidor e sabão do lavandeiro, refinando-nos como o ouro e a prata (Mal. 3).


    Ele é o sol da justiça que subirá com a cura em suas asas, e, como resultado do que ele fez, nós, como bezerros, vamos sair pulando de nossas barracas (Mal. 4).


    Jesus Cristo é o único remédio para a diferença infinita entre o nosso Santo Deus e a humanidade pecadora. Ele é a única ponte de um lado para o outro. Atravessando um abismo de Juízo eterno. Ele é a única esperança para cada alma abatida. Ele é o único conforto para a nossa tristeza. Ele é a única cura para os nossos corações doentes. Ele é a nossa única verdadeira alegria em um mundo cheio de prazeres fugazes. Ele é a razão da nossa existência e nós existimos para dar-lhe louvor e glória. Portanto, definir o seu coração e sua mente e sua alma e sua força sobre ele e lhe dê culto perpétuo.


    Não procure outra coisa nas páginas da Bíblia.