• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    O segredo para um ministério extraordinário!





    Paulo era. . .

    um homem extraordinário, teve um chamado e ministério extraordinário, foi enviado para realizar um trabalho extraordinário...  


    Ele sabia que a história, ele estava familiarizado com a filosofia e era bem versado em tanto nas tradições judaicas quanto nas gentias.

    Havia. . .

    Poucos assuntos ele não podia falar com desenvoltura, ele podia discutir e debater todos os temas, sua mente era interessante tanto para a cultura judaica quando a Greco-romana.Mas ele fez da proclamação do evangelho aos pecadores e edificação da igreja o objeto de sua vida e ele escolheu Cristo crucificado para ser o tema de seu ministério!


    Não importa para onde ele foi, ele levou esse assunto com ele.


    Não importa quem ele se dirigi, sempre dirigiu a sua atenção para este ponto.
    Ele sabia o que o homem exigia e o que o homem preferia, mas não direcionava o que vazia por isso. Como ele escreveu aos Coríntios, “os judeus pedem sinais miraculosos e os gregos buscavam sabedoria, mas nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os gentios, mas para aqueles a quem Deus chama eficazmente, tanto judeus quanto gregos, Cristo é o poder e a sabedoria de Deus” – 1Co 1.22-24

    Esse era o assunto de Paulo – Cristo crucificado!


    Ele tinha boas razões para fazer essa escolha e nenhuma razão para não fazê-lo, mesmo que isso lhe custasse tudo.


    Primeiro porque não existe assunto mais abrangente que esse.


    Cristo crucificado é o centro onde o tempo e a eternidade, Deus e o homem, pecado, justiça e santidade, vida e morte se encontram.


    Segundo, Cristo crucificado é o teatro onde Deus exibe suas perfeições, desdobra seus propósitos, mantém seus direitos e justiça, confunde seus inimigos e assegura sua glória.


    Terceiro, Cristo crucificado é o instrumento pelo qual a morte é destruída, o pecado é vencido, os rebeldes são reconciliados, santos santificados e o céu é  aberto.


    Quarto, Cristo crucificado, a cruz de Cristo é o objeto que confunde a razão humana, surpreende os anjos, atrai os pecadores, transmite santidade e fornece assunto para louvor ser fim por toda eternidade.


    Quinto, Cristo crucificado é o assunto mais honrado que existe. Sintoniza as harpas, a música do céu e preenche as mais doces canções da terra.


    Sexto, Cristo crucificado é o meio pelo qual o Espírito Santo trabalha  na conversão dos pecadores, na consolação dos santos, na santificação dos crentes e no estabelecimento da igreja de Deus.