• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    A ira presente, a ira vindoura! (A prova do amor!)




    O apóstolo Paulo ensina que todos os homens nascem “mortos em seus delitos e pecados”. Mas essa não é a única designação usada para o homem natural, pois ela apesar de poderosa – já que poucas coisas são mais definitivas e poderosas que a morte – ainda assim não expressa tudo o que o homem natural é em sua ruína. Pois isso passa apenas uma ideia passiva, morte... o que um morto faz? Portanto só o aspecto negativo da depravação humana é insuficiente, o homem não é apenas, como muitos gostariam de enfatizar, uma vítima da morte. Então Paulo fala sobre algo positivo, esses mortos são muito ativos, por isso ele os chama de “filhos da desobediência!”


    “segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.” -  Efésios 2:2 – “Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.” -  Efésios 5.6 – “Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência;” -  Colossenses 3:6. O homem natural é ativo contra Deus.


    Sem exceção todos nascem espiritualmente mortos.
    O pecado entrou no mundo com punhos assassinos.
    Esses punhos cravaram brutalmente seu punhal nos corações.
    Matando...

    Todo conhecimento de Deus,
    Todo amor ao Seu nome,
    Toda a delícia da comunhão santa,
    Toda comunicação com o céu,
    Todo  culto de louvor e desfrute feliz de tudo que Deus é em Cristo,
    Toda possibilidade da visão de felicidade no sorriso do Criador,
    Tudo, tudo foi enterrados em uma cova profunda e sem fim.

    A alma se tornou,
      uma catástrofe total ,
      uma árvore morta,
      um rio completamente seco,
      um deserto de plantas e carcaças apodrecidas.
      noite escura sem estrelas ,
      caos de pensamentos obscurecidos e vãos ,
      uma guarnição rebelde,
      a casa destruída onde só há ruínas e misérias,
      a região onde a morte reina!

    Olhos cegados pelo deus deste mundo.
    Olhos em trevas que não podem ver Deus.

    Agora,
    Cada passo leva para baixo.
    Todas as mãos estão levantadas em desafio aos céus.
    Toda boca aberta para a murmuração, blasfêmia e não o louvor devido ao nome do Criador.
    Agora há um corpo moribundo habitado por um espírito morto... morto para Deus
    O mal cresce e controla e não é controlado..

    Algo pode ser ainda mais triste e desolador?
    As coisas podem piorar ainda mais?


    A terrível resposta  ecoa implacável – Sim!


    Esta noite escura ainda encontrará tons mais escuros... trevas irão se aprofundar.
    A miséria e horror não encheu todo o copo...
    Mais conteúdo assustador e caótico será derramado nele.

    A vida fugaz como o orvalho está acabando!
    Obrigatoriamente a casa terrena terá que ser deixada para trás.
    A morte vem para todos os homens inexoravelmente.

    Ela guia ricos e pobre para sua casa final
    O véu que esconde o pior será retirado, e com ele toda a esperança. Então será vista abaixo a morada do pavor inimaginável.

    Inferno! – Toda ruína é eterna, sem fim, imortal!!
    É uma realidade terrível!
    Mas é uma certeza tão infinita quanto Deus.
    É a conclusão óbvia e final de uma vida sem Deus!
    Agora sem Ele para sempre!

    O abismo onde todo reflexo da glória de Deus se foi.
    A não ser o clarão da glória da Sua justiça e ira santa.

    E não é muito longe, não está muito longe... todo homem fora de Cristo está a uma batida de coração de distância da realidade final.
    Mais um passo e o abismo se abre...

    Apenas uma cruz se mostra no horizonte como fuga.

    Deus é Justo! Ele tudo faz de acordo com a realidade absoluta que Ele é em suas perfeições morais. Então, Deus olhando para toda a realidade – vê Sua santidade infinita – suas perfeições definem e o põe acima de tudo o que existe. Portanto, à luz da infinita perfeição de Deus – qual  a única coisa certa há para Deus fazer? É fazer todas as coisas para mostrar a Sua santidade – a Sua glória – Suas perfeições.

    É exatamente isso que a Palavra de Deus ensina – como por exemplo no Salmo 143.11: “Vivifica-me, ó Senhor, por amor do teu nome; por amor da tua justiça...”

    O salmista está dizendo – só pode haver, a única razão de com justiça Deus me livrar da minha angústia, seria para Ele mostrar a glória do Seu Nome, e outro motivo não há. Nada fora dEle para que Ele faça isso. Ele faz tudo, e só faz por amor do Seu Nome e para mostrar a Sua glória.

    Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens... – Romanos 1.18 – E  porque a ira de Deus é justa, reta e santa – tem que se expressar. A punição tem que acontecer. A justiça deve ser satisfeita. Deus é santo, Deus é justo, Deus se ira todo tempo contra todo pecado... “...destituídos estão da glória de Deus”

    Mas isso não é o fim da história. A Palavra de Deus ensina que Ele em suas perfeição também é um Deus misericordioso, gracioso... mas que mesmo essas coisas são motivadas por sua glória... a glória da Sua graça ( Romanos 5.6-10).

    Deus Pai é tão amoroso, misericordioso e gracioso - que Ele tomou a sua ira contra nós pelos nossos pecados - e derramou-o sobre o seu próprio Filho amado – o puniu no lugar daqueles pelos quais Ele deseja mostrar a glória da Sua Graça. E Jesus, o Filho é tão amoroso, misericordioso e gracioso - que Ele estava disposto a sofrer o horror da ira de Deus por nossos pecados em nosso lugar para a glória do Pai.

    Então, o que é o amor de Deus ?   Romanos 5 ensina que o amor de Deus é Sua paixão para fazer espantoso bem para pessoas completamente indignos e dignas do inferno.  Jamais fale da salvação com um direito humano... uma questão de justiça... algo que Deus deve...

    “Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.” - Romanos 5:6-10 – Salvos do que? “...seremos – por graça – por ele salvos da ira”