• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Como desconstruir um texto maravilhoso!





    “Seja a razoabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.” - Filipenses 4:5-7

    Paulo está descrevendo um coração certo diante de Deus – vida espiritual verdadeira se expressando em gratidão e comunhão íntima com Deus. Mas suponha que este não seja o desejo de uma pessoa (mesmo que se diga cristã e mesmo que ela diga o oposto) – como você pode escrever um sistema que leve ao lugar oposto ao descrito por Paulo? – Depois veja qual tem sido o caminho mais comum:


    1. Seja sensível sobre tudo. (“Seja a vossa razoabilidade conhecida...”)

    Deixe sua “sensibilidade” irracional ser conhecida por todos. Transforme tudo em um drama, transforme tudo em uma crise.

    2. Pratique o ateísmo prático. (“Perto está o Senhor!”)

    O Senhor está à mão, o que é certamente algo para sermos infinitamente gratos. Nosso Deus não é apenas transcendente, mas imanente. Ele quer ser conhecido. Ele se dá a conhecer. Você poderia, portanto, intelectualmente reconhecer que Deus está lá, mas agir como ele não estivesse. Suponha que ele não tem nenhum interesse em você ou em sua vida. Se você fingir que Deus não está lá, você não tem que ser grato, agradecido o tempo todo, em todas as situações.

    3. Durma e acorde para a ansiedade. (“Não andeis ansiosos por coisa alguma”)

    Esteja muito preocupados com tudo. Realmente proteja a sua preocupação diariamente da boa notícia estonteante do Evangelho da Graça Soberana!

    4. Dê a Deus o tratamento do silêncio. (“mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus”)

    A melhor maneira de não dar graças é não falar nada com Deus. Dessa forma, você nunca vai dar graças acidentalmente. Ou quando quebrar o gelo e resolver falar, murmure sobre algo ou alguém.

    5. Não espere nada de Deus. (“...pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.”)

    Não confie nele para qualquer coisa. Normalmente fazemos isso para não termos que nos sentir decepcionados quando quem chamamos SENHOR não faz o que achamos melhor -  mas outra razão para fazer isso é que não se corre o risco de sermos obrigados a sermos gratos, estragando nossas reclamações no Facebook, nas conversas.... Se você orar de verdade por alguma coisa, Ele poderia dizer que sim, e então você estaria obrigado a agradecer-lhe ou aumentar a sua culpa.

    6. Incansavelmente tente “descobrir” tudo pela diminuição. (“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento..”)

    A paz de Deus está além da nossa compreensão. Por que? Ele é maior do que a nossa capacidade de compreendê-lo. Quanto mais nos aproximamos de Deus, maior Ele fica. Uma imensa visão cria uma imensa reação. Então, se você quer esmagar essa reação antes que ela tenha a chance de começar, encha-se com muitos "porquês duvidosos" – Tipo:  “Eu não entendo o que Deus está fazendo?” “Isso não faz sentido!” “Um Deus de amor não agiria assim.” “Esse texto eu não posso aceitar.” “Esta doutrina não faz sentido”. “Não faz sentido para mim que...”  - e jamais se contente com as  respostas como Jó, Habacuque ou Davi fezeram. Melhor pensar que você é melhor do que eles e merece uma explicação de Deus. Se você realmente quer matar a ação de graças, aja como se Deus devesse algo a você. Não deixe espaço para a possibilidade que você possa não saber ou entender alguma coisa. E uma das melhores maneiras para esmagar a gratidão é levar o crédito por tudo o que puder. Diga que foi teu esforço, teu estudo, teu trabalho, tua capacidade...

    7. Concentre-se em outra coisa e não apenas no evangelho de Jesus. (“guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.”)

    Deus não nos deve nada, mas nos deu todas as coisas boas (que levam a vida e a piedade) em Cristo. Se você não estiver interessado em ação de graças, por todos os meios e maneiras, não preste atenção nesta verdade. Concentre-se em seus problemas. Não se concentre em Jesus, ou você pode acidentalmente acabar grato em todas as circunstâncias.

    Qual é a tua postura? Qual tem sido a postura mais comum?