• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Impermeável a lógica, aos fatos e as Escrituras.





    “E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente. Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.” - Efésios 4:17-19


    O homem não sofre o pecado, o homem o ama, ele tem um caso de amor com o pecado. E todo mundo protege o que ama. O pecado faz o homem irracional e insano.


    O homem fechado em seu pecado se torna impermeável  a lógica, aos fatos e as Escrituras (Gênesis 3.9,10), O homem fechado em seu pecado sempre diz que a culpa é de outra pessoa (Gênesis 3.12,13).


    Nós estamos tão desesperados para justificar a nós mesmos que nos tornamos irracionais. Aqui estão alguns  exemplos:


    1) Raiva

    Eu não perderia o controle do meu temperamento se meus colegas de trabalho fossem mais fáceis de se conviver, ou se meus filhos se comportassem melhor, ou se meu esposo fosse mais atencioso.

    2) A impaciência

    Eu seria uma pessoa muito paciente se não fosse por engarrafamentos e longas filas no supermercado. Se eu não tivesse tantas coisas para fazer, e se as pessoas ao meu redor não fossem tão lentas... eu nunca ficaria impaciente!


    3) Luxúria

    Gostaria de ter uma mente pura, se não houvesse tantas imagens sensuais em nossa cultura.


    4) Ansiedade

    Eu não me preocuparia tanto com o futuro se minha vida fosse um pouco mais segura, se eu tivesse mais dinheiro , e não tivesse problemas de saúde.


    5) Apatia Espiritual

    Minha vida espiritual seria muito mais vibrante e eu gostaria de lutar com o pecado se ao menos se o meu pequeno grupo fosse mais animador, ou se a escola dominical fosse mais envolvente, ou se a música no culto de adoração fosse mais animado, ou se os sermões fossem melhores .


    6) Insubordinação

    Se os meus pais / patrões / anciãos fossem líderes piedosos, então eu gostaria de segui-los com alegria – mas nunca conheci pessoas assim.


    7) Espírito crítico
     

    Não é minha culpa que as pessoas ao meu redor sejam ignorantes e inexperientes.


    8) Amargura

    Se você soubesse o que essa pessoa fez comigo você iria entender a minha amargura. Como eu poderia perdoar uma coisa dessas?


    9) Gula

    Minha esposa / marido / companheiro / amigo... são cozinheiros maravilhosos! As coisas que eles fazem são impossíveis de resistir. Tenho problema de hormônios...


    10) Fofoca

    São as pessoas ao meu redor que começam as conversas. Não há nenhuma maneira de evitar ouvir o que os outros dizem. E quando os outros me fazem perguntas, não posso deixar de compartilhar o que eu sei.


    11) Auto-Piedade

    Eu nunca vou ser feliz, porque meu casamento / família / trabalho / ministério são muito difíceis...


    12) O egoísmo

    Eu seria mais generoso se tivesse mais dinheiro...


    Inventar desculpas como essa é arrogante e insensato. É uma maneira orgulhosa de tentar justificar nossas ações e pacificar nossas consciências culpadas. E isso nos impede de nos humilharmos diante de Deus.


    Considere Tiago 1:13-15 , que não nos deixa com nenhuma maneira de escapar de nosso próprio pecado e culpa. Não podemos culpar a Deus, pois ele "não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta."


    Em vez disso, nós temos que aceitar a verdade humilhante que "cada um é tentado, quando atraído e seduzido por seu próprio desejo." Isso acaba com o jogo da culpa.


    O homem fechado em seu pecado sempre vai odiar quem lhe diz a verdade sobre o pecado, não importa quão humilde, amoroso ou “contextualizado” possa ser quem ouse tocar no pecado: “Ainda há um homem por quem podemos consultar ao SENHOR; porém eu o odeio, porque nunca profetiza de mim o que é bom, mas só o mal; este é Micaías, filho de Inlá. E disse Jeosafá: Não fale o rei assim”. 1 Reis 22:8  - “E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas”. João 3:19-20


    Pessoas apaixonadas por seu pecado vão sempre encontrar uma terrível culpa e defeitos em qualquer um que tentar separá-los do pecado amado: “O que repreende o escarnecedor, toma afronta para si; e o que censura o ímpio recebe a sua mancha. Não repreendas o escarnecedor, para que não te odeie; repreende o sábio, e ele te amará". Provérbios 9:7-8


    Todo pecado encontra uma desculpa para se sentir não apenas correto, mas também nobre. Planos para assassinar o Filho de Deus? Como aqueles homens o viam? – “Nem considerais que nos convém que um homem morra pelo povo, e que não pereça toda a nação. Ora ele não disse isto de si mesmo, mas, sendo o sumo sacerdote naquele ano, profetizou que Jesus devia morrer pela nação”. João 11:50-51


    Todo pecador impenitente se vê como nobre: “Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus”. - João 16:2


    Todo pecador impenitente acha que seu caso é diferente e único: “E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?” Romanos 2:3


    O pecador tenta apaziguar sua consciência e “compensar” Deus de forma a não enfrentar a realidade do seu pecado, tornando as coisas muito piores, como podemos ver na vida de Saul: “Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros”. 1 Samuel 15:22


    Por si mesmo o homem não pode vencer o seu pecado e nem deseja fazê-lo. Nada que você faça ou fale fará um homem abandonar o seu pecado. Por que falar então? – Eis a única razão: “Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade” - 2 Timóteo 2:25


    Não existe “terapia” para o pecado: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”. - 1 João 1:8-10



    Essa é o única cura para o caso insano de amor do homem com o pecado – Deus conceder o arrependimento – que leva a verdadeira confissão diante daquele que pode não só perdoar mas purificar de toda a injustiça.