• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Um tempo de Reforma pode estar chegando?




    Como um Coração anseia por uma Reforma?

    Em Israel houve um rei chamado Manassés. Ele foi um dois piores reis de Israel, e olhe que a lista de péssimos reis em Israel era bem grande. Manassés superou todos, podemos dizer que é o cara mais ‘mau’ da Bíblia sem exagero (Sabendo, é claro, que todos os pecadores são maus). Como rei ele teve um governo corrupto, um governo pautado na maldade, na completa exclusão de Deus – apesar disso – ele governou durante 55 anos. Nós que na maioria das vezes não suportamos governos que duram 4 ou 8 anos, podemos imaginar o que aquelas pessoas tiveram que suportar. Cinquenta e cinco anos é uma geração inteira.

    Ele incentivou a prática de cultos pagãos (parecido com o que temos visto no meio da igreja hoje) – Patrocinou o envolvimento da comunidade em orgias sexuais aos deuses da fertilidade, instituiu prostitutas sagradas em santuários espalhados por todo o país, importou magos de outras nações e escravizou o povo com toda sorte de superstições.

    O compromisso com a Verdade e Santidade nada tem a ver com a época em que nascemos, por mais corrompida que ela seja – Foi nessa geração que nasceu Jeremias. Ele não teve uma vida de excelência por ter nascido numa geração que o favorecia para isso – Jeremias nasceu numa geração mergulhada na mais profunda trevas e no pior de todos os péssimos reis de Israel. Numa sociedade completamente pervertida foi onde o menino Jeremias cresceu e foi educado. Onde tudo era permitido, toda perversão sexual aceita, todo mal tolerado... orgias sexuais eram culto. Neste ambiente o menino Jeremias se tornou homem.

    Manassés morreu e seu filho Amom tomou seu lugar – não é sem significado que o filho de Manassés tem o nome de um deus pagão. A pequena parte do povo que esperava uma mudança logo se frustou – Amom repetiu tudo o que o seu pai fez e alguns servos do palácio o mataram – E seu filho – Josias – precocemente, com 8 anos teve que assumir o trono – e a medida que crescia se dá um dos melhores tempos da história de Israel – mesmo precoce – quando ainda era adolescente um grande Reforma foi vivida pela nação.
    Mas ele não tinha referenciais – seu pai e avô eram completamente profanos – Que padrão ele deveria seguir? Que herança ele tinha? Que modelos ele poderia seguir para a Reforma. É inexplicável humanamente o desejo por Reforma se instalar no pequeno coração de Josias tendo como avô Manassés e como pai Amom. Esse desejo é algo novo e sobrenatural que Deus introduz no coração.

    Jeremias e Josias – Produtos de uma geração corrompida, profana, que corrompeu completamente o culto a Deus (como a nossa) – auto-indulgente, pérfida... Como nesses corações pode brotar uma paixão por uma Reforma? Como não ser um produto da sua geração? O processo de implantação de Deus de uma coração assim é algo que em sua plenitude é inacessível a nós – mas Deus pode fazer isso na geração de Manassés e Amom – Deus pode e faz isso hoje.

    É possível naquela geração, como Josias, crescendo naqueles palácios, cercado com toda a possibilidade e facilidade para o culto ao sexo e a qualquer prazer corrompido imaginado, Deus levantar um garoto com um Santo desejo por Reforma. Jeremias, criado no meio do povo comum – naquela mesma geração – também foi tocado pelo dedo de Deus e seu coração ardeu por Reforma que colocasse a glória de Deus no centro da vida da nação.

    Creia no poder da vida de Deus quando ele toca o coração humano e o invade o tornando novo. Isso me faz lembrar toda a devastação na natureza que o homem faz para o seu conforto – destruímos tudo – calçamos tudo, colocamos asfalto em tudo, criamos o que poderíamos chamar de selva de pedra...  Parece que a feiúra nascida da ambição é invencível – como os dias espirituais de hoje no que ainda chamamos igreja. Mas então, quando parece que a vida não tem mais chance – que poder a vida tem – Se os homens abandonarem um lugar por mais cimentado, concretado, asfaltado que esteja – começa haver rachaduras, e dessas rachaduras começa a brotar vida. Mato, ervas, árvores... e sem a atuação danosa humana – logo aquele lugar volta ao viço verde de outrora. É o poder da vida sobre o horror da morte na criação de Deus.

    Mas estamos falando de algo infinitamente maior – o Poder da Vida de Deus quando invade e dá uma nova natureza – a geração que nascemos, a perversão do ambiente, a queda da igreja mais baixo quanto possível, a perversão do culto... não podem impedir que Josias e Jeremias sejam levantados com um desejo por Reforma, e mais do que isso, como instrumentos  para ela.

    Depois de tanta vilania prosperando por décadas através de Manassés e Amom, parecia impossível que a vida de Deus se manifestasse tão poderosamente como foi demonstrada na Reforma que veio através de Josias e depois o ministério com um homem chamado Jeremias.

    Anime-se, um tempo de Reforma pode estar chegando. Deseje e se prontifique ser um Josias e um Jeremias nem tempo de desolação.

                                                                                          Soli Deo Gloria!!