• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Como orar certo se não sei a vontade de Deus?






    Muitas vezes sabemos o que queremos, mas não sabemos o que Deus quer. Ainda assim, desejamos orar de forma que Deus seja honrado e nós edificados. Como fazer isso?


    Quando sabemos o que queremos, temos o impulso de orar para que Deus opere um milagre para que nosso desejo, ainda que difícil, seja atendido. Alguém diz: “Não quero ser assim, mas como orar se não sei o que Deus quer?”


    Podemos esquecer a questão e orar somente pelo que queremos – Mostrar nossa necessidade, mostrar que ela é razoável... Mas se isso é tudo que eu oro, estou em grande perigo de fazer o que Tiago advertiu-nos contra: “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para gastar com seus próprios deleites” – Tiago 4.3


    Como podemos então saber que estamos pedindo mal? Uma das muitas pistas, é que vamos começar a confiar no que queremos mais no que o próprio Deus para nos satisfazer, imaginando que a vida de plena satisfação depende daquilo que queremos. Outra dica que de que pedimos mal... é que começamos a nos preocupar de que Deus não vai fazer o que queremos. Falamos: “Faça a Tua vontade...” – mas desconfiamos de que isso possa ser bom.


    Muitas vezes ao percebermos que essa abordagem em nossa oração pode não ser útil a nós, pode ser até mesmo destrutiva... e então partimos para outra – Oramos apenas sobre o que Deus quer. Por exemplo – não sei a vontade de Deus em relação a situação específica que estou vivendo – mas sei que a vontade de Deus é glorificar Seu Nome em tudo, edificar através de minha vida a Sua igreja e infundir em minha vida aquilo que na verdade irá trazer ou produzir em mim maior alegria nEle.


    Então posso fincar o pé apenas nesta abordagem – naquilo que eu sei que Deus quer com certeza. “Pai, eu não sei qual é Tua vontade nesta situação específica, mas oro para que Tu faças qualquer coisa que glorificará o Teu Nome e edificar a Tua Igreja e me trazer maior alegria em Ti”


    Essa é uma maneira maravilhosa de orar  a Deus. Devemos orar assim sem dúvida. Mas se isso é tudo o que eu oro – corro dois perigos – Um, é de não estar sendo honesto como Deus sobre os verdadeiros desejos do meu coração. Outro, é que eu poderia não receber algo que Deus quer me dar por não estar pedindo nada específico  a Deus – não sabendo nem se recebi, se tiver recebido. Essa é outra advertência de Tiago – “...nada tendes, porque não pedis.” - Tiago 4:2


    Que outra abordagem mais sábia e que não nos deixasse expostos a esses perigos poderíamos usar? Talvez tenhamos que fazer em duas etapas, abordar dois pontos. 


    Primeiro – Pedir a Deus para fazer a Sua vontade – ou seja, aquilo que glorificará mais o Seu Nome, aquilo que edificará a Sua Igreja – me fazendo útil para isso na circunstância – e aquilo que me fará por fim mais satisfeito nEle, em tudo o que Ele é.


    Então peço a Deus para mudar meu coração de tal maneira que eu queira e deseje de fato a Sua glória mais do que aquilo que eu estou desejando. Que mude meu coração para abraçar a resposta que faça a minha vida mais útil na edificação da Igreja, seja qual resposta for. E que por fim, faça meu coração confiar nEle para me satisfazer infinitamente mais do que aquilo que neste momento eu estou desejando, uma satisfação plena infinitamente maior do que qualquer resposta específica a minha oração. Ou seja: “Pai, eu venho a Ti somente no Nome de Jesus. Quero confessar que estou preocupado e ansioso, e isso está sugando o frescor da minha vida. Eu tenho desejado isso mais do que a Tua glória, o que significa de forma óbvia que eu não estou me deleitando, me deliciando em Ti como o meu Tesouro todo satisfatório. Me perdoe por amor e através de Cristo. Mude meu coração. Me ajude diariamente a ver que a Tua glória é a minha maior alegria. Me ajude, através do Teu Espírito, a ver que desde que o que Tu vais fazer irá lhe trazer maior glória, irá me trazer também a maior alegria.” Então posso continuar sinceramente – “Faça o que irá trazer maior glória para Ti. Faça o que irá contribuir para a maior edificação da Tua Igreja. Faça tudo o que me trará a maior alegria em Ti.”


    Então oramos e persistimos em orar até que nosso coração seja mudado e não estejamos mais ansiosos e preocupados com o que pode acontecer, porque estamos agora contentes com o que Deus escolher fazer.


    Agora posso ira para o segundo ponto – e peço especificamente a Deus para fazer o que eu acho, sondando sinceramente meu coração – que vai glorificá-lo mais, que irá mais contribuir com a edificação de sua igreja e me fazer mais satisfeito nEle do que em qualquer outra coisa – me fazendo experimentar Ele mais profundamente como meu tesouro totalmente satisfatório. 


    Deus nos deu diretrizes na Sua Palavra para nossa vida pessoal, nossa vida profissional, nossas famílias, nossa igreja... e Ele quer que eu expresse o que eu acho ser melhor em todas essas áreas. Posso orar então – “Pai, estou nesta situação... oro a Ti que operes, milagrosamente ou não... para que isto aconteça... Isto é o que eu acredito ser o melhor para minha família, tua igreja, minha maior alegria em Ti em não em outra coisa... Sei perfeitamente que apenas uma palavra Tua, e isso se resolverá. Então é isto que eu oro neste momento. Eu gostaria que as coisas fossem assim... em Nome de Jesus, amém”


    Muitas vezes, o que Deus fez? O oposto do que eu pedi. Enfrentei tristezas, mas que foram vencidas porque eu sabia que isso iria glorificar mais a Cristo, o que deixava óbvio que seria me satisfazer mais. Também sabia que porque orei fervorosamente não escondendo o que meu coração desejava e Deus não concedera, Ele faria algo que glorificaria mais o Seu Nome, edificaria mais a Sua Igreja, e aumentaria a minha alegria nEle.


    Os benefícios de se orar assim são enormes. Nos ajuda a sermos honestos com Deus sobre o verdadeiro estado de nossos corações. Nos ajuda e leva a confiarmos mais e mais em Deus como o tesouro de nosso coração, mais do que qualquer resposta específica à oração feita. Ajuda a desejarmos a cada dia mais a glória de Deus sobre todas as coisas ou sobre qualquer coisa na vida. Orar assim nos faz perguntar a nós mesmos honestamente o que queremos, mantendo o nosso coração em Deus como nosso Tesouro Totalmente Satisfatório.


    Orar assim me ajuda a orar fervorosamente pelo que eu acho ser melhor, sendo o mais sensível a Palavra possível, enquanto me faz confiar de coração que Deus realmente fará o que é o melhor. Me faz orar corretamente e me faz orar honestamente.