• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    A Violência!






    A violência é um fator constante na história humana, e simplesmente todo o desenvolvimento tecnológico em nada trouxe melhoras morais para nosso mundo e cultura, e não trará. Quando a igreja pensa que mudará a cultura com ações que se equivalem aquilo que o mundo tem feito, num esforço de auto-melhoramento... ela é tão irrelevante quanto tudo que o homem faz nesta direção.


    Todo o tipo de perversão inunda o coração humano, tentar reformá-lo é obra fútil. Vivemos numa cultura tão bestializada, que fazer violência a uma tartaruga ( ou ao ovo da tartaruga) é infinitamente mais grave do que fazer violência e matar uma criança por nascer.

    Guerras, assassinatos, roubos, estupro, vandalismo, tráfico de drogas, violência doméstica, raiva no trânsito, crueldade...


    Por quê? Como tudo isso se perpetua na vida humana?


    A análise marxista (que é a mesma de grande número de cristãos hoje ) diz que tudo isso tem a ver com a economia, o abismo entre ricos e pobres, a luta de classes... A prosperidade estatal devia ser a resposta... Mas os países que abraçaram o marxismo têm sido e foram os países mais violentos do mundo no último século, com milhões e milhões de mortos.


    A análise darwiana é que este é simplesmente o homem, o macaco nu, lutando por seu território e direitos de acasalamento, afastando quaisquer agressores... Ou seja, isso é o que a vida é – é a resposta fatalista evolutiva. Mas o homem ira evoluir e evoluir...


    A psiquiatria e a psicologia moderna nos dão uma miríade de respostas contradizentes...


    Mas o que diz o Cristianismo? "De onde vêm as guerras e pelejas entre vós?” Tiago 4:1


    É uma verdadeira tragédia quando a resposta da “igreja” seja a mesma do mundo – tentando aplicar assim os “remédios” inúteis que o mundo vem tentando desde sempre, achando que a igreja nada mais é que uma grande Ong tentando mudar o mundo dessa forma junto com as milhares de Ongs existentes, ou seja,  mais do mesmo...


    A Fonte de Nossa Violência


    "Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês?" Tiago nos leva para dentro de nós mesmos e nos mostra a origem dos nossos problemas e do problema que nós somos.  Ele diz que há uma guerra civil acontecendo dentro e não fora. Nosso prazeres estão descontrolados e deformados, e em campanha e disputa em todos os membros de nosso corpo.


    Eles estão lutando por gratificação, e para ter toda a gratificação a sua própria maneira – Eis o problema – o ciúme, a ambição, o egoísmo e a luxúria estão todos lutando todo o tempo para se expressarem, buscando expressão máxima. Essa é a verdadeira análise – esta é a análise do cristianismo, este é o diagnóstico de Deus da condição humana.


    Toda sua abordagem é essencialmente pessoal e interior. Ela não diz, é a luta de classes, é o processo evolutiva natural, ou é uma doença, e o homem precisa de cura com análise e comprimidos... Não! O cristianismo diz “De onde vem as guerras e pelejas? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês?"

    Seus desejos próprios são a causa de todas as violências – entre países, entre casais, em todas as grupos sociais... Não o seu ambiente, não a sua casa infeliz, não o seu pai sem amor, seu marido insensível, violência do seu bairro, a dor que sofreu, ou sua pobreza... coisas assim são resultados que se retroalimentam exarcebando mais ainda as “paixões que guerreiam dentro de vocês” -  mas eles não são responsáveis... o problema está dentro e “de suas paixões...”


    Não posso culpar minha educação pelo meu comportamento... pessoas que se dizem horrorizados com a falta de paz no mundo, fazem protestos... largam suas esposas quebrando a paz e vivendo uma guerra no lar enquanto clamam por paz no mundo – “as paixões que guerreiam dentro de vocês!”


    Não podemos apontar a conduta dos nossos pais como explicação para as “guerras que existem entre nós” – não posso apontar minha composição genética... todas essas respostas são fugas. Nosso ambiente não justifica as guerras, ele é o resultado das paixões que guerreiam dentro de nós!


    Então, o problema é que os nossos desejos estão em guerra  dentro de nós, e é inevitável que essa guerra ecloda na vida externa.


    Sempre foi assim. Nossos primeiros pais tiveram um filho primogênito, Caim – Não havia uma “sociedade” em volta... lutas sociais... mas ele assassinou o seu irmão. O problema nunca foi externo.


    Queda! Alienação de Deus. Estas coisas aconteceram no início da história humana: “De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?” - Tiago 4:1

    Não é trágico que muitos que se dizem “igreja” tenham uma visão oposta ao claro ensino bíblico, e acreditem que medidas, estratégias humanas... irão externamente resolver o problema da guerra da alma humana, sendo a guerra e peleja externa apenas um reflexo dela? Não é trágico quando a igreja chega ao mesmo diagnóstico errado do mundo, e se esforce para aplicar os mesmos remédios que o homem vem tentando desde sempre?


    Se a origem da violência está dentro de cada pessoa, não é esta conclusão desesperadora? Sem dúvida é. Mas a Verdade de Deus não nos deixa no desespero, mas isso, já é assunto para outro artigo. Por hora, encerremos com as palavras de Cristo:

    “Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias...” - Mateus 15:19