• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    O Delírio!!





    João Calvino comentando o Salmo 84:10 - "Eu preferiria ser um porteiro na casa do meu Deus do que habitar nas tendas da iniqüidade" – diz:


    “O Salmista prefere ser lançado e ocupar um lugar comum e sem aparente honra, desde que ele estivesse entre o povo de Deus, do que ser exaltado no mais alto posto de honra entre os não crentes. ( um porteiro na casa de Deus ) – Este é um verdadeiro, mas raro exemplo de piedade de fato!


    Muitos até desejam ocupar um lugar na igreja, entre o povo de Deus, mas o desejo decorre de ter influência e na ambição de ter proeminência sobre as mentes dos homens... mas poucos se contentam em continuar fazendo parte do número do comum e medíocre ( Queremos um blog de sucesso, milhares de seguidores no Twitter, Facebook, visualizações no Youtube...). Quase todos são constantemente levados e conduzidos por um desejo frenético de subir a um ponto de distinção e nunca sequer podem pensar em estar à vontade e satisfeitos até que tenham atingido alguma posição de proeminência.”


    O orgulho foi uma praga destruidora nas primeiras igrejas cristãs. Os apóstolos tiveram que combatê-lo incansavelmente e com todas as forças que Deus lhes concedeu. Eles estavam completamente empenhados em destruir todas as suas raízes. 


    O orgulho se ramifica e aparece sob várias faces, o orgulho foi o pecado que assediou todo o tempo a igreja de Corinto, o orgulho das observâncias legais foi o pecado dominante na igreja da Galácia, o orgulho de vã filosofia foi o pecado na igreja de Colossos...


    Timóteo foi instruídos a não deixar neófitos, novatos pregar, por causa do orgulho...


    Imagine então uma época movida por pragmatismo e desejo de sucesso e competição como hoje... Paulo adverte Timóteo de maneira especial contra aquele que   “É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.” - 1 Timóteo 6:4-5


    Nenhuma igreja naqueles dias, nenhum de seus líderes estavam isentos da influência perniciosa do orgulho. Ele tende a trabalhar mesmo nos homens com uma teologia totalmente ortodoxa, ele incha o peito dos mais pobres e dos cheios de recursos, dos ignorantes e sábios... E o que é muito pior, mesmo naqueles que  conhecem, amam e pregam a verdade, o orgulho espiritual muitas vezes se manifesta em arrogância...


    A teologia bíblica, a teologia Reformada, as Doutrinas da Graça... Enfim, a Bíblia; é o maior tesouro colocada nas mãos dos homens. Mas olhando muitos debates na rede, por exemplo, eu vejo a verdade inexorável de que o maior tesouro nas mãos de tolos traz uma perspectiva assustadora, simplesmente se torna combustível para a tolice do coração orgulhoso do homem.


    Para sermos livres disso devemos caçar qualquer vestígio de orgulho em nossos corações, caçar até o último e persistente impulso de arrogância. Arrogância por causa das DOUTRINAS DA GRAÇA é uma contradição absoluta.


    Se com a maior de todos os tesouros o homem é capaz de fazer isso, imagine com todo o lixo que está no sendo pregado em nossos dias... O orgulho em todas as suas formas está cheio de ciúme e inveja assassina, pronto a ouvir contos caluniosos de murmuradores, maldizentes e bebe das bebidas da bajulação insaciável quando foca na aprovação das pessoas do seu grupo (mesmo que insignificante) de interesse.


    O oposto do amor, o orgulho nunca é paciente, sempre inveja e orgulha-se de si mesmo, continuamente se ensoberbece, sempre se comporta rudemente, é sempre egoísta, se irrita facilmente e perpetuamente  pensa mal dos outros, se regozija com a maldade dos outros, mas nunca se regozija com a Verdade pela verdade. O orgulho não é paciente, sempre vê tudo por um ângulo desfavorável. O orgulho é sempre inquieto e sempre miserável, está sempre pronto a atormentar os outros, ele é a maldição de todas as igreja, de todos os púlpitos, fomenta contendas e extingue  o amor.


    Que sejamos sábios pra ver o orgulho, que tenhamos graça para abominá-lo e poder para triunfarmos e superarmos todo o orgulho. 


    " Eu odeio o orgulho e a arrogância . " Provérbios 8:13


    " O Senhor detesta os orgulhosos de coração Certifique-se.
    disto: Eles não vão ficar impunes. " Prov. 16:5