• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    É possível aumentar a culpa infinita?




    "Eu dou a minha vida pelas ovelhas .... Ninguém a tira de mim, mas eu a dou por minha própria vontade" - João 10:15 , 18.


    Lendo este texto me lembrei de uma história que li num livro ( acho que do John Stott ), sobre uma multidão de milhões e milhões de pessoas sentadas em uma grande planície diante do trono de Deus. Grande parte dela sentindo a indignidade própria da vida que viveu, mas com muitos se levantando, indo a frente e levantando vozes iradas:


    “Deus pode nos julgar? Como ele pode saber como é o sofrimento que nossas vidas estiveram expostas? Levantou uma mulher, rasgando a manga da roupa para revelar um número tatuado de um campo de concentração nazista... “Nós suportamos terror... espancamento... tortura... morte!”


    Outros também começam a expressarem suas queixas contra Deus por todo sofrimento que ele havia permitido... O que Deus sabe de choro, forme e ódio? Deus leva uma vida abrigada no céu, disseram...


    Alguém de Hiroshima lembrou... pessoas que nasceram deformadas, outros lembraram assassinatos, cada um dos grupos se levantando com um líder para suas queixas... Eles concluíram pro fim que Deus para Deus poder julgá-los ele deveria primeiro ser condenado a viver na Terra como um homem e suportar o sofrimento que eles tinham sofrido. Em seguida ele pronunciaram uma Ideia comum:


    Deixe-o nascer como um judeu (como a mulher sob o Nazismo). Deixe a legitimidade de seu nascimento ser posta em dúvida. Deixe seus amigos íntimos traí-lo. Deixe-o enfrentar acusações falsas. Deixe um júri preconceituoso julgá-lo e um juiz covarde condená-lo. Que ele experimente a tortura mais cruel. Que ele seja deixado completamente sozinho em meio a essas aflições. Deixe que ele sofra tão brutalmente que fique desfigurado e coberto de sangue... deixe então que ele seja abandonado para morrer uma morte cruel...


    De repente um silêncio começa cair sobre a multidão ao terem pronunciado estas sentenças contra Deus ao olharem para Cristo... Ninguém se movia e um peso caiu sobre o semblante de todos ali presente.


    Eis a história - Algumas pessoas não conseguem (dizem – como se não fossem pecadoras dignas do salário do pecado – a morte ) crer que Deus poderia criar um mundo em que as pessoas iriam sofrer tanto. Mas o mais notável não é que Deus criasse um mundo em que ninguém sofresse mais do que ele. Ele, o único que pisou esta terra que de fato era inocente, puro e jamais pecou? Apenas Ele não tinha culpa alguma, mas levou a nossa. Em seu amor e justiça que flui de sua santidade infinita Deus derramou sua ira santa sobre Seu Filho amado para salvar um povo digno do inferno. Uma morte e horror em nome de outros.


    Uma única coisa que jamais poderemos dizer a respeito de Deus – senão para aumentar nossa culpa que é infinita – é que Deus não entende o que significa ser abandonado completamente, odiado sem causa, sofrer terrivelmente e morrer miseravelmente.



    E o que é mais incrível - Ele fez isso por vontade própria, com premeditação antiga – uma Aliança feita na eternidade – Isso sim é algo que não pode ser compreendido. Já o sofrimento de pecadores que nada merecem a não ser a justa condenação, como não entender? Jesus disse: "Eu dou a minha vida pelas ovelhas .... Ninguém a tira de mim, mas eu a dou por minha própria vontade" - João 10:15 , 18.