• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    O Pecado contra o Espírito Santo!



    “Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo (Porque diziam: Tem espírito imundo)”. - Marcos 3:29 e 30


    Na cruz Jesus fez expiação completa pela culpa de um número incontável de pecadores que mereciam justamente a perdição eterna. Por isso o profeta proclama: “Vinde então, e argüi-me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã.” - Isaías 1:18

    Pecados vermelhos como escarlate se tornaram brancos como a neve! Para o adultério do rei Davi, sua desonestidade e assassinato, houve perdão. Para os muitos pecados da mulher de Lucas 7, houve perdão. Para a negação de Pedro diante da face de Cristo... houve perdão. Para a desenfreada vida do filho pródigo, houve perdão. O que poderíamos pensar de pior? Em nenhum momento a depravação do homem se mostrou mais profunda do que na morte do Filho de Deus. Ali a face mais terrível da humanidade foi mostrada. Mas para homens de Jerusalém que pregaram o Filho de Deus na cruz com desprezo e escárnio... houve perdão. O próprio Jesus orou: “Pai perdoa-lhes...” – Esses homens ouviram livremente o chamado ao perdão no dia de Pentecostes... Para Saulo (Paulo) e sua perseguição e ódio a Cristo e a igreja... assassinato de Estevão..., houve perdão...


    Há perdão na cruz! Qualquer que seja a culpa – Se o homem foi um guarda da SS em Auschwitz, onde homens, mulheres e crianças foram mortos cruelmente em massa... ainda o perdão cobre o pecado. Para um “pastor” liberal que tem levado as pessoas se desviarem da verdade pregando erro, adaptando a verdade as mentes caídas... também o perdão é oferecido. Para o “pastor” legalista, para os que se auto denominam apóstolos, para os que propagam heresias destruidoras... ainda há perdão. Há perdão para serial killers... O sangue de Cristo, o Filho de Deus, nos purifica de todo o pecado. “Mas isso não é justo!” – alguns se queixam. A verdade é que é justo e não é. É justo porque a ira de Deus sobre os pecados que Ele perdoa foi derramada e punida completamente em Seu Filho. A justiça infinita de Deus ficou satisfeita, sentenciou o pecador a morte, e a morte foi a pena aplicada. Não é, no sentido que o pecador perdoado não recebeu justiça, mas graça. Sem isso, nenhum pecador poderia ser salvo, já que “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” Então se alguém pergunta: Há perdão para mim? A resposta é: SIM!!


    A glória da misericórdia divina é que ela é totalmente imensurável. O amor de Deus se estende além dos céus... Ele é abundante em misericórdia para todos os que o invocam... Então os Salmistas alegremente proclamam:


    “Se tu, SENHOR, observares as iniqüidades, Senhor, quem subsistirá? Mas contigo está o perdão, para que sejas temido.” - Salmos 130:3-4


    “Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades, Que redime a tua vida da perdição; que te coroa de benignidade e de misericórdia” - Salmos 103:3-4


    Paulo é a evidência estupenda da glória da graça. Em uma carta a Timóteo ela fala sobre se próprio caso, estabelecendo assim para o jovem pastor a abrangência da graça salvadora e a perfeita paciência de Cristo. Jesus nunca foi impaciente, e nunca será. Paulo tinha anteriormente blasfemado e perseguido a igreja... insultado com palavras vis o próprio Cristo, e mesmo assim encontrou misericórdia: “A mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade. E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo. Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.” 1 Timóteo 1.13 – Há perdão para todos os pecados e blasfêmias dos homens.


    O tema do perdão está no coração da boa notícia a respeito do Jesus, o Filho de Deus. Se alguém que está lendo estas palavras está obcecada por um pecado que cometeu, então a boa e maravilhosa notícia é que o perdão gratuito é oferecido a você. Para os que ouviram a mensagem durante anos, semana após semana... e agora estão começando a pensar que é tarde demais, que o dia da misericórdia passou, nos falamos para você: Não! O perdão é livremente oferecido a você. Eis a boa notícia da misericórdia de Deus, não importando o quanto o pecado contaminou e caracterizou a tua vida, não importa quanto dor e sofrimento causou nos outros.


    Mas você diz: Se tudo isso é verdade, o que o Senhor estava falando quando  diz no texto inicial que “quem blasfemar contra o Espírito Santo, nunca será perdoado, mas será réu de pecado eterno” ( Marcos 3.29)?

    Por que este aviso tão grave e tão urgente? Existe algum pecado “extraordinariamente” hediondo na lista de pecados que cometemos? Qual é então? Existe entre os Dez Mandamentos algum, que se quebrado, traz esta terrível sentença sobre nós?

    Cristo fala sobre um pecado imperdoável, fala sobre sua existência. O que Ele diz em Marcos, é repetido em Mateus 12 e Lucas 12. O aviso deve deixar claro que, na verdade, Deus não deve perdão a ninguém. Ninguém deve presumir que todo pecado vai ser perdoado. Ou seja, ninguém pense no perdão de um Deus santo de uma forma leve e inconsequente, como se esse fosse o trabalho e obrigação de Deus. Ele é sempre imerecido. Nunca pense no perdão de Deus como colocar moedas numa máquina para que o refrigerante, café ou chocolate comece a ser liberado.

    Certamente esse aviso triplo nas Escrituras nos ajuda a ver o pecado de maneira que ele jamais se torne uma brincadeira para nós, ou tratarmos o perdão de Deus como algo ao qual temos direito.

    Essas não são minhas palavras ou de outro homem, são as palavras de amor de Jesus. Jamais brinque com o pecado. Mas não há mistério sobre o pecado imperdoável.

    Há muitos pecados graves, que, como todo pecado, são também contra o Espírito Santo, pois todo pecado é cometido contra Deus, a Trindade eterna, e o Espírito Santo é Deus. Mas é óbvio eles não são esse pecado de blasfêmia contra o Espírito – que é imperdoável.

    O pecado imperdoável descrito por Cristo não é a blasfêmia. Podemos pensar que é porque o Senhor fala: “...quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca será perdoado” – (v.29) – Mas se voltarmos um versículo antes desse, ele diz: “todos os pecados e blasfêmias dos homens lhes serão perdoados” (v.28) – Como o Catecismo de Heidelberg diz: “Não há pecado maior ou mais provocativo a Deus do que a profanação do Seu nome” – Essa afirmação é verdadeira, mas para esse grande pecado devemos afirmar que existe completo perdão. Paulo, em sua grande ira contra a primeira geração de cristãos diz: “E, castigando-os muitas vezes por todas as sinagogas, os obriguei a blasfemar. E, enfurecido demasiadamente contra eles, até nas cidades estranhas os persegui.” - Atos 26:11 – Paulo não só blasfemou, obrigou cristãos a fazê-lo. Ele trouxe uma terrível pressão, tortura e morte sobre eles para levá-los a amaldiçoar o nome de Cristo, mas Deus que se compadece de seus filhos, certamente proveu perdão para eles, como também para Paulo.

    Quantas pessoas já me procuraram angustiados por pensamentos blasfemos que invadiram suas mentes... Olhamos juntos a história da igreja que está cheia de homens que sofreram a mesmo angústia – homens como John Bunyan ( Que nos deu O Peregrino)... Pensamentos assim que invadem a mente são o que podemos chamar de dardos inflamados do inimigo... Então conversei com essas pessoas, lemos, oramos... e esses pensamentos se dissiparam... não eram, claro, o pecado imperdoável. Quão grandemente Deus foi blasfemado por homens que depois se tornaram porta-vozes da sua misericórdia. Blasfêmia não é o pecado que não pode ser perdoado. Se você blasfemou, se anime, a perdão para você. Se você buscar a misericórdia de Deus em Cristo, seu pecado será coberto.

    Algumas pessoas pensam que poderia ser a apostasia crescente... como por exemplo, na vida de Salomão – tendo contraído várias esposas pagãs, ele ergueu templos  a ídolos e deuses estranhos em Jerusalém. Mas mesmo tamanha maldade não é blasfêmia contra o Espírito Santo. Há esperança para todos os que pecaram tão terrivelmente nestas grande palavras de Cristo: “Na verdade vos digo que todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, e toda a sorte de blasfêmias, com que blasfemarem” - Marcos 3:28 – Cristo diz que serão perdoados, assim, que pode dizer que não será?


    Então o que é o pecado para o qual não tem perdão? O pecado imperdoável?


    Essa resposta ficará para o próximo post.