• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Uma visão avassaladora!





    Por que o mundo exerce grande poder de atração em homens e mulheres que dizem ser convertidos? Em João 1:12-13 o apóstolo João escreve: "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.”


    Em 25 de agosto de 1537, Martinho Lutero subiu em um púlpito na Dinamarca para pregar sobre este texto. Ele disse:


    Nenhum homem, não importa quem ele seja, pode refletir a magnificência suficientemente dessa verdade ou expressar esse texto adequadamente com palavras.
     
    Nós, pobres mortais, condenados e miseráveis ​​pecadores através do nosso primeiro nascimento em Adão, somos escolhidos para essa grande honra e nobreza (Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus), que o eterno e todo-poderoso Deus seja nosso Pai e nós seus filhos. Cristo é o nosso irmão e nós somos Seus herdeiros: ‘E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados’ - Romanos 8:17 

    Este é um pensamento imenso e avassalador! Quem realmente reflete demoradamente e com prazer sobre ele? - Os filhos do mundo não, mas os cristãos sim, embora, nem todos eles também, apenas os verdadeiramente regenerados. – Estes estão tão surpresos e assustados com o pensamento, que eles são solicitados por suas próprias mentes a perguntar: "Minha alma, isso pode realmente ser possível e verdadeiro?” . . .  O mundo avalia que é uma enorme honra e privilégio ser filho e herdeiro de um príncipe, um rei, do que ser contado como possuidor dos bens espirituais de Deus em Cristo, embora que em comparação com as riquezas em Cristo, tudo isso que o homem natural valoriza,  é nada mais do que sacos imundos de vermes e sua glória puro fedor. Basta comparar tudo isso com o inefável dignidade e nobreza de que o apóstolo fala aqui. Mas o mente natural do mundo e dos cristãos nominais são inúteis para se deleitar aqui. . . . 

    Se realmente acreditamos com todo o nosso coração, com firmeza e sem hesitarmos, que o eterno Deus, Criador e Governador do mundo, é nosso Pai, com quem temos para sempre uma morada eterna como filhos e herdeiros...  uma morada que não é deste mundo perverso e transitório, mas completamente imperecível, celestial, e inexprimível...  tesouros de Deus... então nós, na verdade, jamais iremos cobiçar e lutar e sequer considerar as riquezas do mundo, tesouros, glória, esplendor, aplaudo e poder... pois em comparação com a dignidade e honra devida agora a nós, como filhos e herdeiros, não de um imperador mortal, mas do Deus eterno e todo-poderoso... Se de fato cremos... como diz João, aqueles que “não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” – olharemos para tudo que o mundo oferece, todo sua glória, prazer, grandeza... como algo completamente insignificante, mesquinho, vil, contaminado, leproso, sim, como imundície fétida e veneno mortal.


    Sem essa visão avassaladora, o homem está andando na escuridão! “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” João 8:12 – João em sua primeira Carta diz: “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está...” – Essa visão que Lutero expôs é a chave de andarmos na luz... é o oposto de andar na escuridão. Ou seja, significa ver a realidade como ela é, o que nos põe em completo contraste com tudo que o mundo valoriza, e isso não tem relação com nossa faixa etária... tem relação com nossa regeneração. 


    Andamos na luz não apenas vendo a realidade como ela é, mas somos controlados por desejos que estão de acordo com a luz de Deus, a luz que flui de Deus, a luz que Deus é. Se Deus é luz e nEle não há treva alguma, então O veremos como o único caminho brilhante para o cumprimento de todos os nossos desejos nascidos em nosso coração regenerado, nossos desejos mais profundos. Ele nos salva de toda a escuridão que era o obstáculo para nossa alegria desmedida. Ele se torna para nós totalmente desejável.