• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    A raiz na qual todos os inimigos se alimentam!





    Nenhum pecado empurrou e empurra tantos para baixo como aquele que prometeu e promete elevá-los – o orgulho!!


    O orgulho é a raiz da qual todos os inimigos existem, vivem e se alimentam: vanglória, amor ao aplauso humano, busca de honra, independência, rebelião, vingança, raiva, desprezo aos outros, ressentimento, ambição, presunção...
    O bom combate da fé é, na sua maior parte, travado dentro e não fora de nós:


    Amor próprio,
    Busca voltada para si,
    Vontade própria,
    Auto-confiança,
    Justiça própria...


    Todos esses são soldados do orgulho que terão que ser constantemente vencidos no poder daquele que nos regenerou.


    Uma grande fila de soldados inimigos seguem junto com esses. Todos os que foram regenerados estão no campo de batalha contra eles.


    William Guthrie (1620-1665), um dos gigantes Puritanos, disse:


    Devemos esvaziar-nos do ego, antes que possamos encher-nos da graça; devemos despojar-nos de nossos trapos, antes que possamos vestir-nos de retidão; devemos despir-nos, para que possamos ser vestidos; feridos, para que possamos ser curado; mortos, para que possamos receber vida; sepultados em desgraça, para que possamos ressuscitar em glória. Estas palavras, “Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória”, são tão verdadeiras, em se tratando da alma, quanto o são, em se tratando do corpo.


    Ou seja, como a estalagem de Belém, apinhada de hóspedes de menor importância, um coração já ocupado pelo orgulho e sua comitiva ímpia não tem acomodação na qual Cristo possa estar e o homem possa dizer: “Cristo em nós, a esperança da glória”