• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Me Perdoe!





    Quantas vezes as palavras: "Desculpe-me, me perdoe..." saiu da tua boca, por exemplo, nos últimos  meses?


    Se não com frequência, então, geralmente uma de duas coisas (ou ambas) estão provavelmente acontecendo em sua vida.


    1)  Você não está vivendo a vida com os outros, perto o suficiente de tal forma que os permitam ver o seu pecado... ou


    2) Você tem deixado de reconhecer plenamente e perceber o pecado que habita em sua vida.



    Uma delas é um problema de comunidade e a outra é um problema de orgulho.

    Ambos são resolvidos pelo Evangelho.


    O Evangelho diz que eu sou livre e aceito em Cristo, ( se sou regenerado e uma nova criatura) - então eu não tenho que me emparedar e me isolar dos outros por causa do medo de rejeição ou por grande sensibilidade egocêntrica que não pode ser ferida.


    O Evangelho diz também que meu pecado é real e profundo no meu coração. Tão profundo que de fato ele levou o próprio Deus a se sacrificar por mim em uma cruz romana para suportar a ira que eu mereço.

    Se isso não esmagar o meu orgulho, então eu provavelmente não entendi nada. Não entendi o evangelho de forma alguma.

    A vida cristã, o cristão,  assume inevitavelmente:  “eu sou um pecador.” Todo cristão verdadeiro também assume que reconhece seu pecado e vive em comunidade, em comunhão próxima com outros crentes.

    Se estes pressupostos são abraçados como a Bíblia ensina, então verbalmente pedir perdão será normativo em nossas vidas.

    Se não é, uma das duas alternativas, ou pior, ambas, são a realidade de nossas vidas neste instante.