• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    O "enredo do poder" - J. I. Packer





    Finalmente, algumas palavras sobre o que eu chamo de "o enredo do poder". O enredo do poder é que Deus aperfeiçoa a sua força em nossa fraqueza. Por conseguinte, quanto mais conscientes formos de nossa fraqueza, melhor.


    Pense novamente em Paulo e seu espinho na carne. Não sabemos exatamente o que era o espinho, mas certamente era algo doloroso, ou ele não o teria chamado de espinho; e por certo era alguma coisa em sua constituição física, ou não o teria chamado de espinho "na carne".


    Por três ocasiões solenes Paulo foi ao Senhor Jesus em oração. Dirigiu-se ao Senhor porque Ele é o que cura, e aquilo era algo que necessitava de seu toque curador. Paulo orou para que o espinho se apartasse dele, mas a resposta do Senhor foi não. "Tenho algo melhor em vista para você, Paulo". (Deus sempre se reserva o direito de responder nossas orações de um modo melhor que o que pedimos.) "Vou dizer-lhe o que farei", comunicou o Senhor. "Vou aperfeiçoar a minha força em sua fraqueza contínua, para que todas as coisas que você teme — o fim do seu ministério, ou pelo menos a diminuição, o enfraquecimento, e o descrédito dele — sejam evitados. O seu ministério prosseguirá em poder e força, como tem sido, mas também se dará em fraqueza. Você carregará consigo este espinho na carne por toda a sua vida. Mas a minha força aperfeiçoar-se-á na sua fraqueza" (veja 2 Co 12.7-10).


    Este, creio eu, é um padrão que repetir-se-á vez após vez na sua vida e na minha. O Senhor, acima de tudo, torna-nos conscientes de nossa fraqueza para que, em face de alguma dificuldade pesada: o nosso coração clame: "Não posso com isto!" Vamos ao Senhor e lhe dizemos: "Não posso lidar com isto. Por favor, retire-o de mim!' E Ele replica: "Na minha força, você pode lidar com isto, e em resposta à sua oração, eu o fortalecerei para que o possa fazer". E assim, o final de nosso testemunho, como o de Paulo, será: "Posse todas as coisas naquele que me fortalece" (Fp 4.13). Esta, acredito, e a expressão mais plena da vida cristã cheia de poder.