• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Graça soberana – John Stott (1921-2011)





    Se perguntarmos o que levou Saulo à conversão, apenas uma resposta é possível. O que a narrativa salienta é a graça soberana de Deus por meio de Jesus Cristo. Saulo não se "decidiu por Cristo", como poderíamos dizer. Ao contrário, ele estava perseguindo a Cristo. Antes, foi Cristo quem se decidiu por ele e interveio em sua vida. A evidência para isso é indiscutível...


    Mas a graça soberana é a graça gradual e amável. Jesus, gradualmente e sem violência, afligiu a mente e a consciência de Saulo com seu aguilhão. Depois, revelou-se a Saulo pela luz e pela voz, não para oprimi-lo, mas para capacitá-lo a dar uma resposta livre. A graça divina não esmaga a personalidade humana.



    Acontece exatamente o oposto, pois ela capacita os seres humanos a se tornarem verdadeiramente humanos. E o pecado que aprisiona; a graça li¬berta. A graça de Deus livra-nos da escravidão de nosso orgulho, preconceito e egocentrismo e capacita-nos a arrepender-nos e crer.



    As pessoas não podem fazer nada, a não ser enaltecer a graça de Deus, por ele ter misericórdia de alguém extremamente fanático como Saulo de Tarso e, na verdade, de criaturas orgulhosas, rebel¬des e desvirtuadas como nós.