• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Uma Busca Ególatra não Encontra Deus.- Josemar Bessa



    É comum ouvirmos nos nossos dias, que qualquer homem que esteja voltado para seus próprios interesses - buscando "coisas"; pode encontrar a Deus e com isso realizar seus sonhos: "Dinheiro, posses, casamento, felicidade..."

    Não é este o ensino bíblico. Deus não é o dinheiro para quem não tem dinheiro; casamento para os que querem casar, (os descasados); "felicidade" para o que se sente infeliz... Não!

    Buscar essas coisas não é buscar a Deus de forma alguma. Essas não são as bases pelas quais o homem achará a Deus. Qualquer um que busque outras "coisas" que não Deus, está sozinho em sua busca.

    O homem pode até conquistar essas coisas que está buscando. Muitos no mundo estão obtendo estas coisas de formas mais variadas possíveis. Mas jamais encontrará Deus enquanto busca outra coisa. Não o Deus verdadeiro. Não o Deus descrito nas páginas da Bíblia. Achá-lo acidentalmente enquanto o interesse da busca são "coisas", não é possível.

    Sobre Ele (Deus) a Palavra diz: "Buscar-me-eis, e me achareis, quando ME buscardes de TODO o vosso CORAÇÃO" (Jr29.13).

    A idéia do "evangelho moderno" - é que Deus existe para ajudar as pessoas a progredirem neste mundo.
    Cristo é o caminho, mas não para a realização das ambições do ego humano. Ele é o caminho para Deus. Na verdade o único caminho até Ele. Ele direciona o homem a Deus como o único tesouro. Não um tesouro entre muitos. Nem mesmo o maior tesouro entre outros tesouros; mas o único. Ele (Cristo ) não será usado como caminho, uma ponte para ajudar os homens em seus esforços egoístas em obter para si ganhos pessoais.

    Certa vez um homem se aproximou de Cristo pedindo que ele interviesse junto ao seu irmão numa briga por herança. Cristo respondeu: "Quem me constituiu juiz sobre vós?" Mas hoje, o que é dito e ensinado é que este mesmo Cristo pode ser facilmente persuadido a ajudar o irmão que o "aceitou" a aproveitar-se do irmão (outros) que não o aceitou.

    O ensino bíblico é que Deus é o fim (O ÚNICO) pelo qual o homem deve buscá-lo: "Buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes..."

    Por quê o homem deve buscá-lo (Deus) e amá-lo? Qual a razão? A resposta é porque ele é Deus: "Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em que me compraza na terra" (SI 73). O primeiro e grande mandamento é amarmos a Deus com toda; com cada parte do nosso ser. O nosso motivo deve ser Deus. E o motivo principal de Deus para tudo que Ele faz, é a sua glória, seu próprio prazer, que flui de um caráter santo, puro e justo.

    Só há uma maneira de o homem encontrar a Deus. É quando ele é levado por Deus a buscá-lo nos termos que a Bíblia diz: "Buscar-me-eis e me achareis..."

    A porta de entrada não são os "interesses" buscados, mas um coração arrependido. Sei que isso não é agradável. As pessoas não gostam de um evangelho que diz essas coisas. Mas se um homem quer encontrar a Deus, terá que haver verdadeiro arrependimento. E esse arrependimento não é dizer "sinto muito". O primeiro passo dele é profunda convicção de pecado.

    Para isso o homem terá que olhar pra si mesmo como a Bíblia o descreve; como Deus o vê. Terá que honestamente (cada um de nós) gastar tempo consigo mesmo e se perguntar: "Que tipo de vida estou vivendo? Quais as coisas que afago com o meu coração e mente? Que ambições estão escondidas nele..." Encarar a si mesmo e a vida que se está vivendo. Quão fácil é desculpar coisas em si mesmo e passar por cima delas.

    A palavra de Jeremias é para todos nós: "Buscar-me-eis e me..." Todo homem que quer estar numa relação real com Deus terá que dizer como Davi no salmo 51: "Eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim ".

    O homem terá que enfrentar essa realidade. Isso é o que devemos pregar ao mundo e a nós mesmos. Não há esperança para alguém que não chega a este ponto. Entende qual é a verdadeira busca? O homem terá que reconhecer o exato caráter e natureza da vida que ele está vivendo; vida voltada para si mesmo. Isso redunda numa vida que pode ser resumida em três palavras: Transgressão, iniquidade e pecado.

    TRANSGRESSÃO: Significa rebelião, revolta da vontade contra a autoridade, contra a pessoa da qual a autoridade emana.. No mesmo salmo mencionado Davi diz: "Apaga as minhas transgressões". Ele admite, sou um rebelde. Eu me rebelei contra a tua vontade. Eu a manifestei contra ti. Ele (Davi) foi governado pelo desejo e governado pela concupiscência. O ensino bíblico é claro, ver Deus como um caminho para que o nosso desejo se imponha; não é busca de Deus, é transgressão.

    Transgressão implica num desejo de fazer a própria vontade. Um desejo de fazer o que queremos e gostamos fazer. Ela envolve escolha deliberada. Todo homem que conheceu o verdadeiro arrependimento, percebe que é culpado disso - Transgressão.

    INIQUIDADE: Fala de algo que está distorcido, alterado: "Lava-me completamente da minha iniquidade" diz Davi. Quanto de distorção povoa o coração. Temos visto aqui que mesmo a suposta busca a Deus pode ser mera distorção da verdadeira busca. Mas quanta distorção há mais... inveja, malícia, ambição, avareza (amor ao dinheiro)... INIQUIDADE - Corrupção, distorção...

    Como nós podemos buscar a Deus com essa verdadeira e grande ncessidade que temos dEle, com um coração motivado exatamente por estas distorções, ambições...

    PECADO: Essa é a outra palavra usada. Significa errar o alvo. Em outras palavras. O homem não está vivendo como deve viver. Está fora do alvo, em sua própria busca. Não há nada na vereda traçada por Deus para ele.

    Transgressão (rebelião), iniqüidade (distorção) e pecado (errar o alvo; o propósito traçado por Deus).
    O homem que se arrepende admite no profundo do seu coração, que tudo que tem feito, tem feito contra Deus: "Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal a tua vista". O homem arrependido reconhece que não tem desculpa alguma, e que se Deus o condenar, estará sendo justo: "Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal a tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares"

    O homem arrependido diz isso: "Não tenho desculpa alguma. Não tenho direito algum". Sem isso não há nem convicção e nem arrependimento verdadeiro. Enquanto o homem está na posição de se justificar, ver seus direitos... Nunca terá se arrependido.

    Se um homem acha que Deus é duro quando condena e castiga, ele jamais se arrependeu: "Para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares" O homem que realmente se arrependeu, olha para si, para toda a sua vida e diz dele mesmo: "Eu nada mereço senão o inferno. Se Deus me enviar para lá, não tenho nenhuma reclamação a fazer. Na verdade não mereço outra coisa"

    Alguém que chegou até aí ( realmente e honestamente ), terá encontrado Deus. Pois achou o caminho da verdadeira busca: "Buscar-me-eis, eme achareis quando..."
    Por isso é dito para todos nós: "Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas " (Mt 6.32). Amém!