• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    A INSANIDADE DO CORAÇÃO – C. H. SPURGEON



    O Salmista sentia sua necessidade de orientação divina. Ele acabara de descobrir a insanidade de seu próprio coração e, pra que não fosse constantemente arrastado sem rumo por ele, tomou a decisão de buscar o conselho de Deus para guiá-lo dali por diante:


    “Tu me guias com o teu conselho e depois me recebes na glória” (Sl 73.24).


    Um senso de nossa própria tolice é um grande passo em direção à sabedoria, quando ela nos leva a apoiar-nos na sabedoria do Senhor. O cego ampara-se no braço do amigo e chega ao lar em segurança, e de igual modo entregar-nos-íamos implicitamente à orientação divina, nada duvidando; confiantes de que, embora não possamos ver, é sempre seguro confiar no Deus que tudo vê.

    “TU ME GUIAS” – é uma bendita expressão de confiança. Ele estava certo de que o Senhor não deixaria de atendê-lo nesta tarefa – Há uma palavra para você, ó crente, descanse nela. Esteja certo de que seu Deus será seu conselheiro e amigo; Ele o guiará; Ele o levará a todos os seus caminhos.

    Em sua Palavra escrita, você encontra esta certeza em parte realizada, pois a Escritura Sagrada é o conselho de Deus para você. Felizes somos nós que temos a Palavra para guiar-nos sempre! O que seria do marinheiro sem a bússola? E o que seria do cristão sem a Bíblia?

    Este é um mapa infalível, um mapa que aponta cada escolho, todos os canais com bancos de areia destruidores e o porta de salvação mapeados e marcados por Quem conhece todo o caminho.
    Bendito sejas Tu, ó Deus, porque podemos confiar em Ti para guiar-nos agora, e guiar-nos sempre, até o fim! Depois desta orientação ao longo da vida, por fim o salmista vislumbra uma recepção divina: “E depois me recebes na glória”.

    Que pensamento para você, crente! O próprio Deus o receberá na glória! Vagueando, errando, extraviando-se, mas, apesar disso, Ele o conduzirá salvo por fim à glória! Esta é a sua porção; viva alicerçado nesta esperança hoje, e, se as perplexidades o cercarem, vá na força deste texto diretamente ao trono.

    0 comentários: