• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    POR QUEM CRISTO MORREU?



    "Conhecidas são a Deus, desde o princípio do mundo, todas as suas obras."
    Atos 15:18


    Deus o Pai é soberano na salvação.


    Ele concede o dom da fé para que as pessoas possam crer. Deus dá esta fé só àqueles que Ele tem escolhido e sem dúvidas tem o direito de atuar como e quando quer neste assunto.
    Agora, neste capítulo mostraremos que Deus o Filho é também soberano na salvação. Há quem predicam que Cristo morreu para fazer que a salvação do pecado fora possível para todo mundo. Porém, isto não pode ser verdade porque Jesus mesmo disse que Ele daria vida eterna só àqueles que lhe foram "dados" pelo Pai. Atente para as palavras de Jesus em João 17:2: "Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste".
    Muitas passagens na Bíblia ensinam que Cristo morreu somente por aqueles que Deus escolheu. Vejamos algumas destas passagens. Temos visto que antes da fundação do mundo Deus escolheu um povo para ser salvo. A Bíblia ensina que Cristo veio ao mundo para fazer a vontade do Pai. Em João 6:38 lemos as seguintes palavras de Jesus: "Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou". Também Jesus falou do povo que Deus lhe havia dado em João 17:6, dizendo: "Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste...". Fica claro então que Deus tem escolhido certas pessoas para serem salvas, e que Jesus, realizando a vontade de Deus, morreu para executar a salvação deles.
    Outro ponto que devemos considerar é o seguinte: quando Jesus morreu, ele tomou o lugar dos pecadores culpados e sofreu em lugar deles, a fim de que eles não tivessem que sofrer o castigo pelos seus pecados. Se Jesus tivesse sofrido e morrido em lugar de todos, então ninguém teria que sofrer pelos seus pecados. Ou seja, Deus, sendo justo, não poderia exigir dois pagamentos pelos mesmos pecados, vendo-Se obrigado a deixar livres a todos.
    No entanto a Bíblia fala de pessoas que morrem em seus pecados e a eles Jesus diz: "Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno..." (Mateus 25:41). Resulta claro então que Jesus não morreu por todos, porque existem algumas pessoas que receberão a maldição de Deus e terão de sofrer pelos seus pecados.
    (NOTA: também devemos ter em conta o fato de que muitas pessoas já estavam no inferno antes que Cristo viesse e morresse. Resulta evidente que Cristo não fez nada para salvar àqueles que já estavam perdidos antes de sua vinda).
    Vemos em Hebreus 9:24 que Cristo Jesus "entrou (...) no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus". Também em Hebreus 7:25 diz: "Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles". Perceba que Jesus não está intercedendo a favor de todos (como também nos fala Romanos 8:34: "Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou, antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós."), que Cristo intercede só a favor dos eleitos. Cristo afirma isto mesmo quando diz em João 17:9: "Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus". No Antigo Testamento, o sumo sacerdote intercedia diante de Deus em favor deste mesmo povo. Numa forma semelhante, Cristo tem realizado o sacrifício de si mesmo pelos pecados de todos aqueles que o Pai tem escolhido, e agora, como sumo sacerdote, ele intercede por eles no céu. Assim sendo, já que cristão só intercede a favor do povo eleito de Deus, isto quer dizer que morreu só por eles.
    Em João 6:44 Cristo diz: "Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia". Também diz o mesmo em 6:65: "E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido". Isto ensina que é o poder divino o que faz com que o pecador esteja disposto a acudir a Cristo e que, por natureza, todos estão indispostos para vir. Sabemos que algumas pessoas nunca virão a Jesus. Por que não vêm? Alguns respondem que Jesus nunca constrange ninguém para recebê-Lo como Salvador. Em certo sentido, isto é verdade, mas em outro sentido está completamente errado. Cristo tem o poder para fazer com que a gente venha a Ele, porque Ele é Deus mesmo, o Todo Poderoso. Uma razão pela qual muitas pessoas não vêm a Jesus é porque Cristo não teve o propósito de salvá-las. Cristo teve a intenção de salvar só àqueles que Deus tinha eleito. Ele usa seu divino poder para fazer que estas pessoas em particular estejam dispostas a recebê-Lo como Senhor e Salvador.
    Cristo afirmava este ensino em muitos textos. Por exemplo, ele diz em João 6:37: "Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora". Em João 10:26 diz: "Mas vós não credes porque não sois das minhas ovelhas, como já vo-lo tenho dito".
    Em João 5:21 diz que "...assim como o Pai ressuscita os mortos, e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer." Em Mateus 11:27 Cristo diz que "...ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar."
    Em Mateus 1:21 diz: "...e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados". Jesus mesmo disse em Mateus 20:28 que veio dar sua vida em resgate por "muitos". Perceba que não diz que veio dar sua vida em resgate por "todos". Mateus 26:28 declara: "...isto é o meu sangue; o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados".
    Em João 10:11, Cristo afirma que dará sua vida "pelas ovelhas". Efésios 5:25 afirma que Cristo entregou-se a si mesmo pela "Sua Igreja". Hebreus 9:28 declara que "...Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos...". Também vemos o mesmo no Antigo Testamento, na profecia de Isaias 53:12: "...ele levou sobre si o pecado de muitos...", e "pela transgressão do meu povo ele foi atingido" (versículo 8), e "...com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si" (versículo 11).
    Finalmente, vamos prestar atenção em alguns textos da Bíblia que parecem ensinar que Jesus morreu por todos os homens sem exceção. Ao ler cuidadosamente estes textos perceberemos que realmente não ensinam tal coisa. Em 2 Coríntios 5:14 diz que Jesus morreu "por todos". No entanto, se lemos o versículo 15, podemos apreciar que "todos" refere-se a "todos os crentes".
    Ao dizer "um morreu por todos" indica que Cristo morreu por todos os Seus. Em 1 Timóteo 2:6 diz que Cristo "se deu a si mesmo em preço de redenção por todos". mas a Bíblia usa esta palavra "todos" em várias maneiras: às vezes significa "alguns de cada classe", outras vezes a palavra "todos" pode significar "cada um de uma espécie em particular" ou "toda classe de pessoas".
    Nesta passagem significa que Jesus morreu por toda classe de pessoas, ricos e pobres, poderosos e fracos. Já temos visto outras passagens que ensinam claramente que Cristo morreu por todos os eleitos de Deus. Outro versículo em Hebreus 2:9 nos diz que "pela graça de Deus, provasse a morte por todos". Mas em seguida declara que "todos" são somente os filhos de Deus. (O versículo 10 refere-se a muitos filhos, o versículo 11 os chama de "irmãos", o versículo 13 fala de "os filhos que Deus me deu", o versículo 16 os chama "a semente" de Abraão e o versículo 17 diz que Ele morreu "para expiar os pecados do povo").
    Então, já vimos que a Bíblia mostra claramente que o Senhor Jesus morreu por aqueles que o Pai escolheu para salvação. Não há limite nem no valor nem no poder da salvação de Deus, porém em sua soberania Cristo tem assegurado que esta redenção seja aplicada somente ao povo que Deus escolheu. Portanto, posso fazê-lhe uma pergunta muito importante?
    É você uma das pessoas eleitas por Deus? Você foi salvo por Jesus?
    Alguns opõem-se à idéia de que Cristo morreu só pelos crentes, se baseando nos textos que usam a palavra "mundo" ou a frase "todo mundo". Um estudo profundo do uso da palavra "mundo" no Novo Testamento revela que essa palavra (grego= "kosmos"), é usada nas seguintes formas:
    1. Para se referir ao universo inteiro, veja Atos 17:24, Efésios 1:4, etc.
    2. Para se referir à terra, veja João 13.1
    3. Para se referir à maioria dos homens, veja Romanos 1:8.
    4. Para se referir ao Império Romano, veja Lucas 2:1.
    5. Para se referir aos homens maus (os descrentes), ou seja, o "mundo" dos incrédulos, veja João 14:17, 1 João 5:19, etc.
    6. Para se referir aos crentes (o "mundo" dos crentes), veja João 6:33, 2 Coríntios 5:19, etc.
    7. Para se referir ao mundo como um sistema corrupto, veja 1 João 2:15-17.
    8. Para se referir aos gentis em contraste com os judeus, veja Romanos 11:11-12.
    Então, não devemos cair no erro de pensar que o mero uso da palavra "mundo" signifique que Cristo morreu por todos e cada um dos homens do mundo.


    W. Pink

    0 comentários: