• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    O CAMINHO - C. H. SPURGEON



    “Bem-aventurados os irrepreensíveis no seu CAMINHO, que andam na lei do Senhor” (Sl 119.1)


    Estão no caminho; o caminho reto; o caminho de Senhor; e guardam o caminho, ANDANDO com santa prudência e lavando seus pés diariamente, para que não sejam maculados pelo contado com o mundo. Desfrutam de grande bem-aventurança em suas próprias almas; aliás, já sentem uma prelibação do céu, onde a bem-aventurança é absolutamente impossível de ser maculada; e onde poderão prosseguir plena e perfeitamente sem mancha; na verdade, devem viver já seus dias celestiais na terra.
    O mal externo pouco nos feriria se fôssemos inteiramente isentos do mal do pecado, cuja obtenção, mesmo para o melhor dentre nós, ainda se encontra na região do desejo, o qual ainda não se concretizou plenamente, ainda que tenhamos uma visão bem nítida do que consideramos ser bem-aventurança propriamente dita, e portanto nos precipitamos avidamente em sua direção.
    Bem-aventurado é aquele cuja vida é, no sentido evangélico, irrepreensível, sem mácula, porque jamais lhe seria possível alcançar esse ponto se infindas bênçãos ainda não lhe houvessem sido derramadas. Somos por natureza impuros e extraviados do caminho; e por isso temos que ser lavados no sangue expiador para que a impureza seja removida, e temos que ser convertidos pelo poder do Espírito Santo, do contrário não nos ingressaremos na vereda da paz, nem seremos íntegros em seu percurso. Mas isso não é tudo, pois faz-se mister que o poder contínuo da graça mantenha o cristão na vereda direita e o preserve da poluição. É preciso que todas as bênçãos do pacto sejam, em certa medida, derramadas sobre aqueles que, dia a dia, são capacitados a aperfeiçoar sua santidade no temor do Senhor. Sua vereda é a evidência de serem eles os bem-aventurados do Senhor.
    Davi fala de um elevado grau de bem-aventurança; pois há aqueles que já se encontraram no caminho e que são genuínos servos de Deus; todavia se acham ainda maculados de diversas formas e ainda atraem sobre si muitas máculas. Outros andam envoltos em luz mais plena e mantêm comunhão mais íntima como Deus, e são aptos a manter-se imunes das impurezas do mundo, os quais desfrutam de mais paz e alegria do que seus irmãos menos vigilantes.
    Sem dúvida, quanto mais profunda é nossa santificação, mais intensa é nossa bem-aventurança. Cristo é o nosso caminho, e não só estamos vivos em Cristo como também devemos viver nele. O lamentável é que salpicamos sua santa vereda com nosso egoísmo, nossa vanglória, nossa obstinação e nossa carnalidade, perdendo com isso, em grande medida, a bem-aventurança que se acha nele como nosso caminho. O cristão que erra continua salvo, porém deixa de experimentar a alegria de sua salvação; continua redimido, porém não enriquecido; muitíssimo disposto, porém não muitíssimo abençoado.
    Quão facilmente pode sobrevir-nos impureza, mesmo em nossas coisas santas, sim, até mesmo no CAMINHO! É até mesmo possível achegarmo-nos para o culto público ou privativos maculados em nossa consciência, quando ainda nos achamos de joelhos. Não havia assoalho no tabernáculo, mas apenas areia; daí o sacerdote, para o serviço junto ao altar, careciam constantemente de lavar seus pés; e, pela bondosa provisão de seu Deus, o lavatório lhes estava sempre à disposição para que se purificassem. Quanto a nós, nosso Senhor ainda se dispõe a lavar nossos pés, para que estejam totalmente limpos. E assim nosso texto prenuncia a bem-aventurança dos apóstolos no cenáculo, quando Jesus lhes assegura: “Vós já estais limpos.”
    Que gloriosa bem-aventurança aguarda os que seguem o Cordeiro para onde quer que ele vá, e são preservados do mal que impregna o mundo de luxúria! Estes atrairão a inveja de toda a humanidade “naquele dia”. Ainda que agora sejam menosprezados como fanáticos e puritanos, os mais prósperos dos pecadores então desejarão que possam trocar de lugar com eles. Ó minha alma, busca tua bem-aventurança em seguir os passos de teu Senhor, o qual foi santo, inculpável, imaculado; pois se até aqui desfrutaste de paz, haverá de desfrutá-la para todo o sempre.

    0 comentários: