• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    O FILHO DO HOMEM - C. H. SPURGEON



    Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem. (Jo 3.13).


    Quão frequentemente nosso Senhor utilizava este título – “Filho do Homem”! Ele poderia sempre ter falado sobre Si mesmo como Filho de Deus, Pai da Eternidade, o Maravilhoso Conselheiro, o Príncipe da Paz, o Pai da Eternidade. Mas vejam a humildade de Jesus! Ele preferiu chamar a Si mesmo de o Filho do Homem.
    Aprendemos uma lição de humildade de nosso Senhor. Nunca nos tornemos dedicados a buscar grandes títulos e graus que nos ensoberbecerão. Existe, porém, um significado muito mais agradável neste nome de Jesus. Ele amou tanto a humanidade que se deleitou em honrá-la. É uma honra elevada e, realmente, a maior dignidade da raça humana o fato de que o Senhor Jesus é o Filho do Homem. Ele utiliza este nome a fim de colocar estrelas reais no peito dos homens e demonstrar o amor de Deus para com a descendência de Abraão.
    FILHO DO HOMEM - sempre que Jesus empregou este título, Ele colocou uma auréola sobre a cabeça dos filhos de Adão. Todavia, existe um pensamento ainda mais precioso. Jesus é chamado de Filho do Homem para expressar sua singularidade e simpatia com seu povo. O Senhor Jesus nos recorda que podemos nos aproximar dEle sem temor. Podemos contar-lhe todas as nossas tristezas e problemas, pois Ele as conhece por experiência própria. Ele é capaz de confortar-nos.
    Bendito Jesus! Tu deste a Ti mesmo o nome agradável que reconhece que Tu és um amigo e um irmão. Teu nome é uma bendita evidência de tua graça, de teu amor e de tua humildade.

    0 comentários: