• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    JARDINS – C. H. SPURGEON



    Junto aos jardim do rei. (Neemias 3.15).



    A menção do Jardim do rei, feita por Neemias, nos traz à mente o PARAÍSO que o Rei dos reis preparou para Adão. O pecado arruinou aquela belíssima morada de todos os deleites. Os filhos dos homens foram expulsos para lavrar a terra que produziria apenas espinhos e cardos. Lembre-se da queda de Adão, pois ela foi a sua queda também. Chore, porque o Senhor do amor foi tratado de maneira bastante vergonhosa pelo cabeça da raça humana. Veja como os demônios e espíritos imundos habitam esta bela terra , que antes era um jardim de delícias.
    Existe outro jardim que o Senhor regou com o seu suor ensangüentado – o Getsêmani. As ervas amargas deste jardim são muito mais agradáveis para as almas do que os frutos mais deliciosos do Éden. No Getsêmani, o engano da serpente, no primeiro jardim, foi desfeito. A maldição foi removida da terá e levada pelo descendente prometido da mulher. Medite sobre a agonia e a paixão de nosso Senhor. Retorne ao jardim das oliveiras e contemple o grande Redentor resgatando o mundo de sua condição de perdido. Este é o jardim dos jardins, onde a alma pode ver a culpa do pecado e o poder do amor.
    Meu coração também deveria estar neste jardim. Como as flores florescem? Alguns frutos selecionados aparecem? O rei passeia neste jardim e descansa no abrigo de meu espírito? Tenho de assegurar-me de que as plantas estão sendo podadas e regadas e de que as raposas enganosas foram caçadas. Vem, Senhor, e faze soprar o vento celestial, em tua vinda. Esparramem-se por todos os lados as especiarias do teu jardim. Não posso esquecer o jardim do Senhor, a Igreja. Ó Senhor, faze-o prosperar. Reedifica as suas paredes, cuida de suas plantas e colhe os seus frutos. Restaura o solo estéril do deserto, transformando-o em um “jardim do Rei”.

    0 comentários: