• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    A Promessa de Deus e o Dever Cristão - John Owen


    Em Romanos 8.13 o apóstolo Paulo confronta seus leitores com duas maneiras deferentes de se viver.

    A primeira é esta: “se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte”.

    A segunda – a alternativa é - : “
    se pelo Espírito mortificardes os efeitos do corpo, certamente vivereis”.

    O propósito deste livro é estudar a segunda destas maneiras de viver.
    Começaremos o nosso estudo examinando as cinco palavras ou frases que formam o nosso texto:

    EM PRIMEIRO LUGAR, o texto começa com a palavra “SE”. Paulo usa este “se” para indicar a conexão entre mortificar os feitos do corpo e o viver. É como se disséssemos a um homem doente: “se tomar remédio, logo se sentirá melhor”.. Ao homem decente se está fazendo uma promessa de melhoria na sua saúde, desde que siga o conselho que é dado. Da mesma maneira, o “se” do nosso texto nos diz que Deus determinou “mortificar os feitos do corpo” como o meio infalível de conseguirmos
    “vida”.

    Há uma conexão inquebrável entre verdadeiramente mortificarmos o pecado e a vida eterna. “Se... mortificardes o pecado vivereis!” Aqui está a razão para cumprirmos o dever que Paulo nos prescreve.

    EM SEGUNDO LUGAR, a palavra “VÓS” nos diz a quem o dever e a promessa se aplicam. “Vós” se refere a cristãos descritos no verso 1 como “os que estão em Cristo Jesus”.

    Refere-se àqueles nos quais o Espírito vive (vs. 10,11). É estupidez e ignorância se esperar que qualquer um, exceto um verdadeiro cristão, desempenhe este dever. Se pensarmos cuidadosamente sobre para quem Paulo está escrevendo e o que ele lhes está dizendo, podemos fazer a seguinte afirmação:

    “Os verdadeiros cristãos, que...
    k
    k
    Este texto está no tópico - John Owen

    0 comentários: