• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Devocionais - 01 de Setembro


    DEVOCIONAIS
    k
    REIS E SACERDOTES - (Martinho Lutero )
    K
    Leia em sua Bíblia: 1 Pedro 2.4-10
    “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para sua maravilhosa luz”. (v. 9)
    k
    Isto é assim porque, mediante a fé, o cristão é colocado acima de todas as coisas a ponto de, espiritualmente, tornar-se Senhor de tudo, pois, em se tratando de sua salvação, nada pode lhe causar dano. Ao contrário, tudo deve ficar sujeito a ele e cooperar para sua salvação. Isto não significa que tenhamos poder sobre tudo que é corporal ou material, possuindo ou fazendo uso disso como as pessoas desse mundo. Pois todos teremos de morrer corporalmente e ninguém consegue escapar da morte.
    k
    De modo semelhante temos de estar sujeitos a muitas outras coisas, como nos mostra o exemplo de Cristo e seus santos. Pois esse é um reino espiritual, que exerce seu poder dentro dos limites da submissão corporal, ou seja: No que diz respeito à alma, posso fazer progressos em todos os sentidos, de sorte que até mesmo o sofrimento e a morte terão de ser meus servos e cooperar para minha salvação.
    K
    ____________xx_____________
    K
    NO ESPÍRITO - (C. H. Spurgeon )
    K
    “Orando no Espírito Santo”, Judas 20
    K
    Veja esta característica da oração: “orando no Espírito Santo”. A semente duma aceitável devoção realista, terá de ter origem nos céus. Podemos devolver dar a Deus o que veio d’Ele, aquela seta com que fomos atingidos enviamos para cima de novo. Aqueles que Ele escreveu em nosso coração, trarão a chuva de bênçãos; apenas os desejos da carne não carregam qualquer descarga de poder sobre Ele. Uma oração no Espírito Santo ecoa como um trovão que faz cair a água sobre quem precisa logo ali.
    k
    Orar no Espírito Santo é fervor na oração. Orações geladas nunca serão ouvidas pelo Senhor. Aqueles que não oram fervorosamente nem sequer oram. Como um fogo que não aquece nem arrefece, assim é uma oração morna – a oração necessita de estar vermelha de ardor e temperatura. Isso será orar em persistência. O suplicante verdadeiro ganha conforme o progresso em seu caminho e torna-se cada vez mais fogoso e ardente quando uma resposta tarda um pouco mais. Quanto mais tempo estiver fechado o portão tanto mais forte será seu bater e quanto mais o anjo demorar mais resoluto está quem pede sem nunca o deixar até que o abençoe.
    ______________xx______________
    k
    NÃO BEBEREI?? - (L. Cowman)
    k
    “Não beberei, porventura, o cálice que o Pai me deu” (Jo 18.11)
    k
    Isto era uma coisa mais difícil de se dizer ou fazer do que acalmar as ondas do mar ou ressuscitar mortos.
    k
    Os profetas e apóstolos puderam operar milagres extraordinários, mas nem sempre podiam fazer a vontade de Deus e sujeitar-se a ela. Fazer a vontade de Deus e sujeitar-se a ela ainda é a mais elevada forma de fé, a mais sublime conquista da vida cristã. Ver destruídas para sempre, as brilhantes aspirações de uma vida jovem; suportar um fardo diário sempre contrário ao temperamento, sem probabilidade de alívio; ser oprimido pela pobreza, quando se deseja apenas o bastante para o bem-estar e conforto dos antes queridos; ser aguilhoado por uma incapacidade física incurável; sofrer a perda de todos os entes queridos, até ficar só pra enfrentar os choques da vida; e, numa tal escola de disciplina, ser capaz de dizer: “Não beberei, porventura, o cálice que o Pai me deu?”
    k
    k
    Estes textos estão no tópico - Devocionais

    0 comentários: