• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Tagasta ( 354 - 366 ) - Agostinho, Sua História


    ÁFRICA (354 – 383 )


    1. Tagasta: ( 354 – 366 )


    DESDE MENINO CONHECIA as montanhas, mas não o mar. Tagasta, local de seu nascimento, no norte da África (atual Souk Ahras ), localizava-se a 96 quilômetros do Mediterrâneo, isolada pela cadeia de montanhas de Medjerda.

    Mais distante, ao sul, a cordilheira de Aures a separava do deserto de Saara. As montanhas fariam sempre parte de seu panorama mental – símbolos da estabilidade de Deus ou do movimento em direção ao céu no evangelho de João. Mas, em direção ao mar, tinha de tentear com a inferência mental. Já maduro, quando um amigo de sua cidade natal lhe perguntou como era possível “recordar” coisas nunca experimentadas, ele admitiu que ninguém poderia se lembrar do sabor de um morango se nunca o tivesse provado. Mas o conceito de água com uma divisa está tão próximo quanto o copo de água mais perto de você. Assim, o herói de Virgílio, Enéias, estaria lutando com tempestades em um copo de água quando Agostinho leu a ENEIDA pela primeira vez. Ela nasceu em um mundo muito contido.

    A Numídia fazia parte do Império Romano, cujos sinais cercaram Agostinho enquanto ele crescia – as estradas retas de pedras, os longos aquedutos, os anfiteatros cheios. Ao longo de sua orla ao norte, o império foi perturbado por “bárbaros” e por guerras teológicas ( a alta teologia e a vilania das disputas sobre o arianismo ). Mas o extremo sul do império estava seguro. Conhecida como o celeiro de Roma, a Numídia era separada dos nômades do deserto por um comprido fosso (a Fossa) que definia a jurisdição de Roma tão claramente quanto o Muro de Adriano no extremo norte do Império.
    k
    Agostinho teria presumido, assim como seus pais, que a ordem romana era eterna...
    k
    k
    Este texto está no tópico - Agostinho

    0 comentários: