• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    "Quando veio a Plenitude do Tempo"


    PAULO - SUA VIDA, SUAS CARTAS E SUA TEOLOGIA


    “Quando veio a Plenitude do Tempo”

    1 – A Libertação esperada

    A chegada dos romanos à Judéia e a queda da dinastia nativa dos asmoneus obrigou os judeus religiosos a repensar sua situação e tentar interpretá-la em termos do propósito divino. Alguns que apoiavam os asmoneus tinham estado satisfeitos com o regime deles, pela maior parte do tempo que durou. Sob João Hircano (134-104 a.C.) muitos dos seus súditos, crendo que viam nele uma combinação rara dos três ofícios de profeta, sacerdote e rei, se dispunham a pensar que, com ele, a era messiânica raiara. É verdade que os grandes profetas de Israel tinham previsto a corporificação da esperança nacional em um príncipe da casa de Davi, mas, nos primeiros anos do governo asmoneu, havia poucos indícios de que a casa de Davi tinha algum papel a exercer na vida de Israel, enquanto a liberdade do jugo gentio fora conseguida sob a liderança de uma dinastia sacerdotal. Não seria a vontade de Deus que o Messias ou “ungido” esperado no tempo do fim fosse um sacerdote da tribo de Levi, em vez de um rei da tribo de Judá?

    Todavia, a ambição militar e o barbarismo de Alexandre Janeu (103-176 a.C.) afastaram a melhor parte da nação da causa dos asmoneus e, quando, após a morte de sua viúva a sucessora Salomé Alexandra em 67 a.C., irromperam lutas intestinas entre seus filhos Hircano e Aristóbulo , até os que apoiavam a causa dos asmoneus se dividira. Foi essa guerra civil que deu aos romanos a oportunidade de ocupar a Judéia.


    Clique aqui para continuar

    Este artigo está no tópico – Paulo, O Apóstolo

    0 comentários: