• Puro conteúdo Reformado!

    O Legado (Pelagiano ) de Charles Finney


    Jerry Falwell descreveu Finney como um de meus heróis e de muitos evangélicos, incluindo Billy Graham.. Lembro-me de ter visitado o Instituto Billy Graham alguns anos atrás; ali observei o lugar de honra dado a Finney na tradição evangélica. Isto foi reforçado pela recordação de minha primeira aula de teologia em uma faculdade evangélica, na qual foi solicitado que lêssemos a obra de Finney.

    O avivalista de Nova Iorque tem sido freqüentemente citado e celebrado, como um herói, pelo famoso cantor evangélico Keith Green e pela organização Jovens com Uma Missão. Finney é particularmente estimado entre líderes de movimentos evangélicos conservadores e liberais, tanto por Jerry Falwell quanto por Jim Wallis (da revista Sojourner). E sua marca pode ser vista em vários movimentos que parecem ter posições diferentes, mas que na realidade são herdeiros do legado de Finney.

    Para grupos tais como o movimento Vineyard e o de Crescimento de Igrejas, em campanhas políticas e sociais, no televangelismo e no movimento Promise-Keepers (Guardiões da Promessa), .Finney continua vivo!., citando as palavras de um dos presidentes do Wheaton College. Isto acontece porque o impulsomoralista de Finney idealizou uma igreja que, em grande escala, seria um agente de reforma da sociedade e do indivíduo, ao invés de uma instituição onde os meios da graça, a Palavra de Deus e as ordenanças, são colocados à disposição dos crentes que, em seguida, levam o evangelho ao mundo.

    No século XIX, o movimento evangélico identificou-se, de maneira crescente, com as causas políticas . a abolição da escravatura, leis sobre o trabalho infantil, os direitos da mulher e a proibição de bebidas alcóolicas. Na virada do século, com a afluência de imigrantes católicos romanos, o que deixou apreensivos muitos protestantes americanos, o secularismo começou a minorar a influência do movimento evangélico sobre instituições (universidades, hospitais, organizações filantrópicas) que os crentes haviam criado e mantido. Em um desesperado esforço para reconquistar este poder institucional e a glória da América Cristã. (um ideal que sempre tem dominado a imaginação de alguns, mas, após a desintegração da Nova Inglaterra Puritana, se tornou ilusório), o protestantismo da virada do século lançou campanhas para americanizar imigrantes, enfatizando o ensino de valores morais e a educação do caráter.

    Os evangelistas modelaram seu evangelho em termos de utilidade prática ao indivíduo e à nação. Este é o motivo por que Finney é tão popular. Ele foi grandemente responsável pela mudança da ortodoxia reformada, evidente no Grande Avivamento (nos ministério de Edwards e Whitefield), para o avivalismo arminiano (na realidade, também pelagiano), evidente desde o Segundo Grande Avivamento até ao presente. Para...

    Para continuar, clique aqui

    Este texto está no tópico - Fundamentos da Fé Cristã


    0 comentários:

     

    ADORAÇÃO!

    SERMÕES

    Vídeos Miscelânia