• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Este Homem é Cidadão Romano


    Este é o 5º artigo desta série. Os quatro primeiros são:



    Os Direitos dos Cidadãos

    Em Tarso, portanto, foi que Paulo nasceu, provavelmente na primeira década da era cristã. O privilégio de ter nascido ali e sua condição civil, porém, eram menores do que o fato de ele ter nascido cidadão romano.

    O mesmo tribuno militar em Jerusalém a quem Paulo se apresentou como um judeu de Tarso, ficou surpreso, ao ser informado, mais tarde, que Paulo também era cidadão romano. “Dize-me”, ele perguntou a Paulo: “És tu [cidadão] romano?” Quando Paulo respondeu: “Sou”, o tribuno continuou: “A mim me custou grande soma de dinheiro este título de cidadão”. “Pois eu”, redargüiu Paulo, “o tenho por direito de nascimento” (At. 22.27s).

    Se Paulo nasceu cidadão romano, seu pai já deve ter sido cidadão romano. A cidadania romana originalmente era restrita a nativos livres da cidade de Roma, mas, à medida que o controle romano da Itália e das terras do Mediterrâneo se ampliava, a cidadania era conferida a várias outras pessoas, de certas províncias seletas, que não eram romanos por nascimento.

    Todavia, como uma família judaica de Tarso veio a adquirir esta distinção excepcional? Os membros desta família, na opinião geral, não eram judeus assimilados que se adaptavam ao estilo de vida gentio; isto se pode deduzir da afirmação de Paulo de ser “hebreu de hebreu” (Fp 3.5). Só não sabemos como ele obteve a cidadania romana. A Cilícia caiu na esfera de comando de mais de um general romano no primeiro século a.C. – Pompeu e Antonio, por exemplo – e a concessão de cidadania para pessoas aprovadas estava incluída na autoridade geral (imperium) concedida a estes generais, por lei. Podemos presumir que o pai, o avô ou até o bisavô de Paulo prestou algum serviço especial à causa romana. Foi proposto, por exemplo, que uma fábrica de tendas pode ter sido muito útil para um procônsul em guerra. Entretanto, não temos evidências concretas disto. Uma coisa, porém, é certa: entre os cidadãos e outros residentes de Tarso, os poucos cidadãos romanos, sejam gregos ou judeus de nascimento, devem ter constituído uma elite social.

    Para continuar, clique aqui.

    Este artigo está no Tópico – Paulo, o Apóstolo

    No próximo artigo veremos Paulo como HEBREU DE HEBREU.

    0 comentários: