• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    O Senhor dos Anéis - Generosidade.


    Este é o 2º Artigo desta série:

    O Senhor dos Anéis e as Verdades Bíblicas.

    ( Virtudes Comuns )

    1º - Simplicidade.

    ____________

    Generosidade - Como mencionei anteriormente, O Senhor dos Anéis - começa com uma festa de aniversário. Apesar de a verdadeira ação da história, na qual Frodo e seus amigos deixam o Condado, só começar doze anos depois, esse é um lugar interessante para se iniciar. Festas de aniversário - assim como dar e receber presentes - têm um estranho significado na história do anel. Gollum, que reteve o Anel por muitos anos antes que Bilbo aparecesse, sutentava que o anel era um presente de aniversário dado por sua avó, "que tinha montes de coisas binitas daquele tipo" (pag 58). Na verdade, embora tenha sido realmente nema festa de aniversário que seu amigo Déagol encontrou o Anel no rio, Gollum - então chamado Sméagol - assassinou Déagol para conseguir o Anel.

    O próprio Bilbo afirmava a todos - menos a alguns poucos amigos íntimos - que, de sua parte, ganhara o Anel de Gollum num concurso de enigmas. O concurso realmente aconteceu, mas ele havia colocado suas mãos no Anel antes de se encontrar com Gollum. Ao dizer que ganhara o Anel, Bilbo desejava aliviar sua consciência do peso de tê-lo roubado, pois, do ponto de vista de Gollum, foi exatemente isso que aconteceu. Em toda a história do Anel, ninguém o deu voluntariamente a outra pessoa.

    Nesse momento, uma curiosa inversão é encontrada nas tradições das festas de aniversário dos hobbits. Em vez de os presentes serem dados àquele que estava fazendo aniversário, eram dados pelo aniversariante a todos aqueles que compareciam à festa. Muitos desses presentes eram simplesmente "mathoms" reciclados que haviam circulado por todo o Condado, mas esta tradição invertida abre caminho para uma transação única que começa a quebrar o ciclo de destruição criado pelo Anel.

    Quando se preparava para deixar o Condado, Bilbo abandona a maior parte de seus pertences, levando com ele apenas algumas ninharias. Ele sempre foi generoso com seu dinheiro e tem "muitos" admiradores devotados entre os hobbits de famílias pobres e sem importância (pág 21) - Nessa ocasião, ele convida todo aquele que vive nas redondezas ( e alguns que vivem mais longe) e entrega-lhes presentes extraordinários, muito além do costumeiro. Além disso, ele se livra da maior parte dos bens de sua casa, com notas endereçadas a vários membros da comunidade, algunas com brincadeiras ou finalidades especiais, mas a maioria endereçada a hobbits verdadeiramente necessitados. Parte desse fulgor de generosidade tem o objetivo de permitir que Bilbo deixe o Condado sem o peso de... (Para continuar clique aqui).
    k
    Este texto está no tópico - Artigos em Série.

    0 comentários: