• Puro conteúdo Reformado!

    ReformedSound

    .

    .

    Comentário - Romanos 1.2-4 - J. Calvino


    Comentário anterior - Romanos: Introdução e Cap 1.1.
    k
    2. O qual ele prometeu anteriormente por meio de seus profetas nas santas Escrituras, - Uma doutrina é suspeita de ser de recente introdução perde considerável porção de sua autoridade; por isso Paulo estabelece acredibilidade do evangelho com base em sua antigüidade. É quase como se ele estivesse dizendo que Cristo não desceu a terra inesperadamente, nem introduziu um novo gênero de doutrina que jamais fora ouvida antes, porquanto Cristo e seu evangelho foram prometidos e sempre esperados desde os primórdios mais remotos do mundo. Contudo, visto que a antigüidade com freqüência adquire um aspecto mítico, ele introduz os profetas de Deus como testemunhas - e testemonhas de suprema integridade -, a fim de remover qualquer suspeita. Além disso, ele acrescenta que o testemunho deles assumiu o caráter de sentença escrita, ou, seja, a santa Escritura.
    k
    Desta passagem podemos deduzir a natureza do evangelho, pois Paulo nos ensina que ele não fora pregado pelos profetas, mas só prometido. Se, pois, os profetas prometeram o evangelho, segue-se que o mesmo foi revelado quando o Senhor finalmente manifestou-se em carne. Portanto, aqueles que confundem as promessas com o próprio evangelho se equivocam, visto que o evangelho propriamente dito é a pregação estabelecida do Cristo manifestado, em quem as próprias promessas se concretizam.
    k
    3. Concernente a seu Filho, que nasceu da descendência de Davi segundo a carne, - Nesta importante cláusula Paulo nos ensina que todo o evangelho está contido em Cristo. Desviar-se de Cristo, mesmo que seja apenas um passo, significa privar-se alguém do evangelho. Visto que Cristo é a viva expressa imagem do Pai, não há por que nos sentirmos surpresos com o fato de que ele é simplesmente posto diante de nós como... (Para continuar clique aqui)
    k
    Este texto está no tópico - Comentários Bíblicos

    0 comentários: